Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/23523
Título: Cérebro em movimento: intervenção precoce do enfermeiro de reabilitação no doente com avc isquémico
Autor: Grade, Liliana
Orientador: Pedro, Adriano
Calha, António
Palavras-chave: AVC
Enfermagem
Reabilitação
Tempo de Internação
Stroke
Nursing
Rehabilitation
Length of stay
Data de Defesa: 3-Jul-2018
Resumo: Introdução: Em Portugal, as doenças cerebrovasculares continuam a apresentar uma elevada taxa de mortalidade e mobilidade. O AVC apresenta um quadro neurológico de rápida instalação que impõe ao doente um conjunto de incapacidades que podem ter consequências na vida futura. Objetivos: i) Determinar se a intervenção precoce dos enfermeiros de reabilitação contribui para a alteração da demora média de internamento hospitalar dos doentes com AVC isquémico; ii) Comparar a evolução do nível de capacidade funcional do doente com AVC na fase aguda e no momento da alta; Metodologia: É uma investigação de natureza quantitativa de tipo quase-experimental. Serão prestados cuidados de reabilitação cinco dias por semana, sendo excluídos os doentes que faleçam durante o internamento. Resultados: A intervenção do EEER permitiu reduzir significativamente os dias de internamento passando de 7,9 para 5,4 dias. A diferença do índice de dependência médio no momento da admissão e no momento da alta permite concluir que existe diferença estatisticamente significativa entre as amostras. Conclusões: A intervenção precoce do EEER junto do doente que sofreu AVC tem como objetivo a promoção da independência no autocuidado traduzindo-se em ganhos na capacidade funcional, no cumprimento das AVD e na melhoria da perceção da qualidade de vida bem como na diminuição do tempo de internamento
Introduction: In Portugal, cerebrovascular diseases presents a high rate of mortality and mobility. The stroke is a acute neurological condition that imposes to the patient a set of disabilities that can have consequences in the future life. Objectives: i) determine if the early intervention of the rehabilitation nurses contributes to change the lenght of stay of the patients with ischemic stroke in the hospital; ii) compare the evolution of the level of functional capacity of the patient with stroke in the acute phase and at the discharge. Methodology: It is a quantitative and quasi-experimental investigation. Rehabilitation care will be provided five days a week, excluding patients who die during hospitalization RESULTS: The EEER intervention allowed a significant reduction in days of hospitalization, from 7.9 to 5.4 days. The difference between the mean dependence index at the time of admission and at discharge, shows that there is a statistically significant difference between the samples. Conclusions: The early intervention of the EEER with the patient suffering from stroke pretends to promote the independence in the self-care, which translates into gains in functional capacity, in the acomplishment of daily life activities and in the improvement of the perception of quality of life as well as in the reduction of hospitalization time.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/23523
Designação: Mestrado em Enfermagem, Gestão de Unidades de Saúde
Aparece nas colecções:IPP - ESS - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ESSTFC619.pdf3,09 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.