Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/18963
Título: Promoção da saúde sexual e reprodutiva :
Outros títulos: uma intervenção de enfermagem comunitária com jovens descendentes de imigrantes dos PALOP na Outurela/Portela
Autor: Manuel, Helena Isabel Borges
Orientador: Quintela, Maria Manuel
Palavras-chave: Enfermagem comunitária
Promoção da saúde
Saúde sexual e reprodutiva
Jovens
Filhos de trabalhadores migrantes
Data de Defesa: 2017
Resumo: A saúde sexual e reprodutiva constitui uma área prioritária de intervenção, uma vez que os potenciais problemas afetam a saúde e o bem-estar dos indivíduos, famílias e comunidades, tendo implicações socioeconómicas na sociedade. Estes problemas podem ser particularmente acentuados nos grupos vulneráveis, nos quais se inclui a população migrante. Ao intervirem nesta área, os enfermeiros devem adotar uma abordagem holística, tendo em conta as diferenças e as necessidades específicas de cada grupo cultural. O desenvolvimento da competência cultural é um processo que permite reduzir as desigualdades em saúde em contextos de diversidade, assegurando cuidados de enfermagem que vão ao encontro dos desejos, valores e necessidades dos migrantes, proporcionando efetivos ganhos em saúde. O presente projeto teve como objetivo contribuir para a capacitação dos jovens descendentes de imigrantes dos PALOP, da faixa etária dos 15-30 anos, que frequentam o Clube de Jovens da Outurela, através da aquisição de conhecimentos que visem a promoção da saúde sexual e reprodutiva. Este foi desenvolvido de acordo com a metodologia do Planeamento em Saúde (Imperatori & Giraldes, 1993; Tavares, 1992), e teve, como referenciais teóricos, a Teoria do Cuidado Cultural de Leininger (2001, 2002a, 2002b), o Modelo de Competência Cultural de Campinha-Bacote (2003, 2011), e o Modelo de Promoção da Saúde de Nola Pender (Pender, Murdaugh & Parsons, 2006). No diagnóstico da situação, foram realizadas 16 entrevistas semiestruturadas como instrumento de colheita de dados, os quais foram analisados através da técnica da análise de conteúdo segundo Bardin (2009) e Vala (1986). Os resultados revelam que os jovens recorrem pouco aos serviços de SSR, existindo lacunas a nível dos seus conhecimentos sobre a SSR, incluindo a contraceção, as IST e a IVG. Foi implementada uma estratégia de educação para a saúde, tendo sido realizadas cinco atividades com os jovens, o que permitiu o aumento de conhecimentos sobre SSR por parte do grupo alvo, promotores de uma sexualidade saudável.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/18963
Designação: Enfermagem Comunitária
Aparece nas colecções:ESEL - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Relatório de estágio - Helena Borges Manuel.pdf5,48 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.