Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/18348
Título: Perfil da utilização das bibliotecas públicas: o caso da Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço
Autor: Proença, Joana Isabel de Faria Pires Pinto
Orientador: Melo, Ricardo José Espírito Santo de, 1979-
Palavras-chave: Biblioteca Pública
Sociedade da Informação
Educação
Lazer
Cultura
Data de Defesa: 2017
Resumo: A presente dissertação de Mestrado aborda o atual papel da Biblioteca Pública face aos desafios da Sociedade da Informação, mais especificamente no que respeita à Educação e ao Lazer. Os objetivos deste trabalho são identificar: as práticas de lazer e uso dos tempos livres dos inquiridos; o nível de participação/frequentação da Biblioteca Municipal; a qualidade percebida pelos inquiridos em relação à biblioteca; os constrangimentos de acesso à biblioteca; o tipo de público utilizador da biblioteca; o número de frequentadores do espaço; o espaço (como é usado, tipo de material disponível...); as atividades realizadas na biblioteca; a existência de atividades para todo o tipo de público (crianças, jovens, adultos...). Numa primeira parte é feita uma revisão da literatura no sentido de proceder à contextualização do tema escolhido. Assim, são abordados conceitos como a educação, a cultura e o lazer. Para além disso, é também feita uma abordagem às Bibliotecas Públicas, ou seja, explicando quais os objetivos, a missão das mesmas, o público frequentador e ainda quais as estratégias de ação utilizadas na dinamização do espaço. A metodologia utilizada consistiu na pesquisa e análise de bibliografia especializada (livros, dissertações, artigos) que permitiu sustentar teoricamente uma parte do trabalho, assim são apresentados conceitos, definições e perspetivas. Posteriormente, a dissertação incide sobre o caso da Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço da Cidade da Guarda, pretendendo realçar os novos desafios da Biblioteca Pública na sociedade atual. Assim, é exposto o caso da Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço através de uma análise quanto aos recursos materiais e humanos, aos serviços e à dinamização do espaço, ao tipo de materiais/serviços mais procurados pelos mesmos, aos constrangimentos que os levam a não frequentar ou a frequentar menos este espaço. Para tal, foi realizado um inquérito distribuído a 225 pessoas da cidade da Guarda (dentro e fora da biblioteca). É importante referir qual foi a questão de partida formulada para o estudo: “Qual o perfil de utilização das Bibliotecas Públicas”? Foi a partir desta questão que as questões do inquérito foram elaboradas. Os dados obtidos são apresentados através de tabelas e quadros, de forma a organizar e sistematizar melhor a informação. Recorremos à estatística descritiva para sumariar os dados obtidos para permitir uma leitura clara e objetiva dos mesmos de forma a analisá-los. Usamos a análise fatorial exploratória (AFE) para perceber os “motivos” que levam os indivíduos em estudo a não frequentar/tantas vezes como gostariam a biblioteca Municipal da Guarda. É ainda analisado a relação entre a frequência da biblioteca e as variáveis sociodemográficas (género, idade e escolaridade). Para finalizar e de forma a testar a relação entre as variáveis procedeu-se ao teste de cada uma das hipóteses usando a análise inferencial. Os resultados mais importantes foram os seguintes: Quanto à relação entre os motivos que levam os indivíduos a não frequentar tantas vezes como gostaria a biblioteca (quatro primeiras hipóteses de investigação) observou-se que: Os indivíduos do sexo masculino percecionam uma pior qualidade da biblioteca/serviços e (des)motivação social e nos indivíduos do sexo feminino é a falta de tempo e a (des)motivação social. Estas diferenças são muito significativas; quando aumenta a idade dos indivíduos estes tendem a percecionar menos “impeditivos” para frequentar a biblioteca, com tudo a diferença entre os indivíduos mais velhos e os mais novos não é significativa; os indivíduos com menor escolaridade são aqueles que percecionam mais motivos para não frequentarem a biblioteca e a diferença entre estes e os que têm mais escolaridade é significativa; os indivíduos que percecionam maiores dificuldade para não frequentar a biblioteca são os utilizadores ocasionais. Mas as diferenças só são significativas no que se refere à (des)motivação pessoal. Quanto à relação entre os motivos que levam os indivíduos a frequentar a biblioteca (quatro últimas hipóteses de investigação) constatou-se que: As mulheres apresentam uma maior motivação para frequentar a biblioteca do que os homens, mas a diferença entre as mulheres e os homens não é significativa; quando aumenta a idade há uma maior motivação para frequentar a biblioteca, mas a diferença também não é significativa; quando aumenta o nível de escolaridade há uma maior motivação para frequentar a biblioteca e as diferenças encontradas são bastante significativas; os utilizadores regulares são os mais motivados para frequentar a biblioteca. E os utilizadores esporádicos são os menos motivados. Verificaram-se diferenças altamente significativas. Portanto das oito hipóteses, cinco foram aceites, ou seja o valor de p foi sempre inferior a 0,05 e as restantes três foram rejeitadas, quer isto dizer que o valor de p foi superior a 0,05. As correlações entre as variáveis apresentadas só apresentaram valores estatisticamente significativos no que respeita: aos motivos que levam os indivíduos a frequentar a biblioteca e o género, aos motivos que levam os indivíduos a não frequentar a biblioteca e a escolaridade, aos motivos que levam os indivíduos a não frequentar a biblioteca e frequência da mesma, à motivação que leva os indivíduos a frequentar a biblioteca e a escolaridade e a motivação que leva os indivíduos a frequentar a biblioteca e a frequentação da mesma.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/18348
Designação: Mestrado em Educação e Lazer
Aparece nas colecções:ESEC – Trabalhos de Projeto | Relatórios de Estágio | Projetos de Investigação

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
JOANA_PROENCA.pdf3,23 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.