Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/2438
Título: A sobredotação como necessidade educativa especial: conhecer, identificar e intervir no ensino regular - perspetivas e práticas pedagógicas dos docentes do 1º ciclo do ensino básico
Autor: Brandão, Carla Patrícia Ribeiro
Palavras-chave: Sobredotação
Diagnóstico
Identificação
Integração escolar
Data de Defesa: Jul-2012
Resumo: A sobredotação é uma problemática ainda pouco clara para a comunidade educativa e a sociedade em geral, justificando-se uma preocupação crescente pela sua desmitificação, delimitação do conceito, diagnóstico e intervenção educativa. O atendimento educativo aos alunos sobredotados tem originado as mais diversas pesquisas e reflexões conducentes a uma maior consciencialização das especificidades destes alunos e, consequentemente, a uma atuação mais coerente dos professores e demais agentes educativos. No entanto, a complexidade e multidimensionalidade da sobredotação e a falta de consenso em relação à sua definição surgem como entraves à identificação e consequente intervenção educativa com alunos sobredotados adequada à especificidade de cada caso. È função de todos os docentes promover práticas educativas que visem a igualdade de oportunidades, recorrendo a estratégias adequadas às necessidades de todos e de cada aluno, e aplicar os normativos legais que contemplam as crianças com necessidades educativas especiais, incluindo os sobredotados. O atendimento à criança sobredotada no contexto de escola inclusiva constitui o núcleo de estudo da presente dissertação, e, considerando o professor o agente educativo que mais diretamente influi nesse atendimento, estabelecem-se como objetivos analisar os conhecimentos, práticas e perceções dos professores do ensino regular relativamente à sobredotação, no sentido de contribuir para uma correta identificação e intervenção educativa com estes alunos Como instrumento de investigação foi elaborado um questionário, o qual foi respondido por uma amostra composta por 178 professores do primeiro ciclo do ensino básico. Da análise dos dados obtidos conclui-se que os professores do 1º ciclo pensam não ter formação para a prática docente no âmbito da educação especial e consideram a legislação relativa à prática docente com alunos sobredotados inadequada. Apesar das dificuldades sentidas ao nível da formação e adequação das escolas no atendimento aos sobredotados, os inquiridos demonstram um elevado nível de conhecimento das características dos sobredotados e das práticas inclusivas a aplicar com estes alunos.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/2438
Aparece nas colecções:ESEJD - Educação especial – domínio cognitivo – motor (dissertação)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação Mestrado Carla Patrícia R. Brandão.pdf2,06 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.