Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/1567
Título: O fundamentalismo islâmico
Autor: Pinto, Maria do Céu Ferreira
Palavras-chave: Fundamentalismo
Islamismo
Estado
Crise
Teoria
Data: 1996
Editora: Instituto da Defesa Nacional
Relatório da Série N.º: Ano21; Nº 79 (Julho-Setembro 1996)
Resumo: A emergência dos movimentos fundamentalistas constitui uma resposta à modernização proposta pelos Estados-Nações. É o sintoma de uma crise generalizada: crise económica, cultural e de identidade e crise de autoridade. Os fundamentalistas advogam a aplicação da «Charia» - Lei islâmica - como único fundamento de organização da sociedade. A questão do método a utilizar para instaurar a sociedade islâmica opõe fundamentalistas moderados e radicais. Os primeiros advogam a re-islamização pela base, mantendo, contudo, pressão sobre os dirigentes para que estes provoquem a transformação da sociedade. Os radicais consideram que não há lugar para compromissos com a actual sociedade, advogam por isso a ruptura política e introduzem o conceito de revolução.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/1567
ISSN: 0870-757X
Versão do Editor: http://www.idn.gov.pt/publicacoes/nacaodefesa/textointegral/NeD79.pdf
Aparece nas colecções:IDN - Revista Nação e Defesa

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
NeD79_MariadoCeuFerreiraPinto.pdf565,7 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.