Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/6022
Título: L'insediamento dell' antica età del bronzo di Via Neruda a Sesto Fiorentino (FI): lo sfruttamento delle risorse arboree
Autor: Coradeschi, Ginevra
Orientador: Lucia Sarti
Davide Delfino
Gianna Giachi
Palavras-chave: Arte rupestre
Via Neruda
Antiga Idade do Bronze
Data de Defesa: 2012
Editora: Instituto Politécnico de Tomar. Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro
Resumo: O sítio arqueológico de Via Neruda, localizado em Sesto Fiorentino (Florença, Itália), é datável entre o final da Antiga Idade do Bronze e o início da Média Idade do Bronze. Foi objeto de uma campanha de escavações no 1999, efetuada com a direção científica da secção de Pré-História da Universidade de Siena e de Florença, sendo estas encarregadas pela Soprintendenza per i Beni Archeologici della Toscana. Ó sítio arqueológico devolveu uma quantidade de macro restos vegetais, entre os quais muitos carvões e alguns lenhos, que são o objeto de estudo na presente dissertação. Entre os carvões, alguns são consideráveis pertencentes a estruturas relativas a frequentação humana. Objetivo da presente dissertação é de perceber as conhecenças e o uso do lenho desta comunidade humana da Idade do Bronze. As análises furam feitas no Laboratório da Soprintendenza per i Beni Archeologici della Toscana. A análise antracológica dos carvões das estruturas evidenciou o uso de: Ulmus cfr. minor, Quercus spp. caducifolia, Fraxinus excelsior L., Acer cfr. campestre, Sorbus sp., Prunus cfr. avium e Populus cfr. alba. A escolha de alguns destes taxa arbóreos parece indicar uma boa conhecença das características das várias madeiras fornecidas pelas diferentes árvores identificadas (Sorbus sp., Acer cfr. campestre, Prunus cfr. avium e Populus cfr. alba); enquanto, para as outras madeiras identificadas (Sorbus sp., Acer cfr. campestre, Prunus cfr. avium e Populus cfr. alba) parecem a por em relação, mais que a escolhas especificas, ao seu abastecimento no território, provavelmente fácil, explorando as árvores das quais furam obtidos. Os resultados finais da análise xilo-antracológica de Via Neruda permitiram de identificar além das taxa já elencadas, também: Phyllirea cfr. latifolia, Cornus cfr. mas e Abies cfr. alba. O conjunto dos taxa identificados parece representar o testemunho de uma floresta sub-humida de planície. A única evidência de Abies cfr. alba, por causa das diferentes exigências eco edáficas desta espécie, em respeito as outras reconhecidas, parece a por em relação a um provável abastecimento em diferentes ambientes, provavelmente os das colinas nos arredores.
Descrição: Master Erasmus Mundus em Quaternário e Pré-História
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/6022
Aparece nas colecções:IPT - ESTT - Dissertações de Mestrado ou Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tesi ginevra.pdf5,89 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.