Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/20729
Título: Convivência entre pares e relacionamento social entre as crianças
Autor: Pinto, Ana Sofia Barroso
Orientador: Martins, Maria José D.
Palavras-chave: relações e comportamentos sociais
agressor
bullying
violência escolar
vítima de bullying
relationships and social behaviors
aggressor
school violence
victim of bullying
Data de Defesa: 16-Jan-2018
Resumo: As relações entre crianças, bem como o clima social na escola e nas turmas, contribuem para o bem-estar e o ajustamento emocional e psicossocial na infância, facilitando o desenvolvimento da autonomia e da reciprocidade. O bullying e a agressão e vitimação entre pares comprometem a convivência social positiva nas escolas, bem como a autoestima das crianças e o seu desenvolvimento saudável. Neste sentido foi realizado um estudo com crianças do 3.º e 4.º ano do 1.º ciclo do ensino básico, num agrupamento de escolas do Alto-Alentejo, de modo a compreender qual a perceção que estas têm da convivência entre companheiros, através da aplicação de um questionário de nomeação de pares. Analisaram-se e cruzaram-se os índices de preferência e rejeição nas turmas e as perceções relativamente aos atributos psicossociais de agressão, vitimação, conduta pró-social, liderança e isolamento social. Os resultados sugerem de forma similar a outros estudos que a vitimação e agressão se associam à rejeição dos pares e que a liderança se associa quer à agressão, quer à conduta pró-social. Os dados sugerem ainda que, ao contrário de outros estudos, nestas turmas verifica-se que as crianças mais velhas são mais vitimizadas do que as mais novas. No final reflete-se sobre as formas de melhorar o ambiente social nas escolas e de prevenir o bullying.
Relationships among children, as well as the social climate in school and in groups, contribute to the well-being and emotional and psychosocial adjustment in childhood, facilitating the development of autonomy and reciprocity. Bullying and aggression and victimization between peers compromise positive social coexistence in schools, as well as children's self-esteem and healthy development. In this sense, a study was carried out with children from the 3rd and 4th year of the 1st cycle of ensino básico, in a grouping of schools in Alto Alentejo, in order to understand how they perceive the coexistence between peers, through the application of a peer nomination questionnaire. Preference and rejection indexes were analyzed and intersected in the classes and perceptions regarding the psychosocial attributes of aggression, victimization, pro-social behaviour, leadership and social isolation. The results suggeste similarly to other studies that victimization and aggression are associated with peer rejection and that leadership is associated with either aggression or pro-social behaviour. The data also suggest that, unlike other studies, older children are more victimized in these classes than younger children. At the end it is reflected on ways to improve the social environment in schools and to prevent bullying.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/20729
Designação: Mestrado em Educação e Proteção de Crianças e Jovens em Risco
Aparece nas colecções:IPP - ESECS - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Final Ana Sofia Barroso Pinto.pdf2,27 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.