Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/18901
Título: Efeito de jogos lúdico-recreativos de cooperação no nível da atividade física e nas interações em ciranças no 1º ciclo do ensino básico
Autor: Ferreira, Oriana Salomé Marques
Orientador: Martins, Fernando Manuel Lourenço, 1978-
Palavras-chave: Criança
Cooperação
Atividade Física
Social Network Analysis
Jogo
Grupo
Data de Defesa: 2017
Resumo: Este estudo teve como objetivo quantificar a atividade física - através de acelerómetros - e a interação - através de Social Network Analysis - entre crianças, durante diversos jogos lúdico-recreativos de cooperação. Participaram no estudo 10 crianças, 5 raparigas (n= 5; 5,6 ± 0,5 anos de idade) e 5 rapazes (n= 5; 5,8 ± 0,4 anos de idade) do 1.º Ciclo do Ensino Básico. Os resultados evidenciaram que ao nível da atividade física no “Jogo livre” e no jogo lúdico-recreativo de cooperação “Quantos mais presentes melhor” grupos de 5 as crianças passaram mais tempo em atividade física ligeira, enquanto que no jogo lúdico-recreativo de cooperação “Abraça-me” grupo de 5 e de 10 as crianças passaram mais tempo em atividade física vigorosa. Ao nível das métricas de Social Network Analysis é possível realçar que cada métrica quantifica aspetos diferentes ao nível das interações, assim alguns resultados evidenciaram que: no jogo lúdico-recreativo de cooperação “Abraça-me” grupo de 5 e de 10 (CC), as crianças conseguiram interagir com quem pretendiam sem que passassem por muitos intermediários, sendo mais diretos nas suas interações; no “Jogo livre” grupo de 5 e no jogo lúdico-recreativo de cooperação “Quantos mais presentes melhor” grupo de 10 (PP), as crianças estavam diretamente ligadas a determinadas crianças, sendo das mais procuradas no momento de interagir; nos jogos lúdico-recreativos de cooperação “Quantos mais presentes melhor” e “Abraça-me” grupos de 5 e de 10 (TO), as crianças interagiram entre elas, tendo colegas em comum ao longo das suas interações; nos jogos lúdico-recreativos de cooperação “Não a deixem cair”, “Jogo livre” e “Quantos mais presentes melhor” num dos grupos de 5 e de 10 (AC), as crianças indicaram uma correlação com aquelas que apresentavam diferentes valores de interação dos seus e no jogo lúdico-recreativo de cooperação “Quantos mais presentes melhor” nos grupos de 5 (R), as crianças formaram ligações recíprocas com quem interagiu com elas.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/18901
Designação: Mestrado em Jogo e Motricidade na Infância
Aparece nas colecções:ESEC – Trabalhos de Projeto | Relatórios de Estágio | Projetos de Investigação

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ORIANA_FERREIRA.pdf2,79 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.