Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/17787
Título: Mitral valve surgery in dogs
Autor: Tiago, João André Dias
Orientador: Carvalho, Pedro Miguel Pires
Oliveira, João Manuel Pimenta Ferreira
Palavras-chave: Dog
Mitral
Regurgitation
Repair
Replacement
Valve
Cão
Regurgitação
Reparação
Substituição
Válvula
Data de Defesa: 7-Dez-2016
Resumo: Mitral regurgitation secondary to myxomatous mitral valve disease is the most frequent cause of heart failure in dogs. Current treatment for this condition involves chronic medical therapy, which can improve quality of life and increase survival time of affected dogs. Despite this, classical medical treatment only addresses the consequences of mitral regurgitation and cannot halt the development of chronic heart failure. In human medicine, mitral valve replacement and mitral valve repair are commonly performed for resolving mitral regurgitation. Both these surgical techniques have been proven to be durable and safe, and provide excellent outcome. Given that mitral valve surgery is a standard procedure in human medicine, it is somewhat surprising that its use in dogs has not been deeply studied. Mitral valve surgery is an area which has been progressing slowly in veterinary medicine, and there are few reports available regarding its use. Results observed in mitral valve replacement publications contrast with human reports, although there is no current understanding on the reasons why this difference occurs. Mitral valve repair outcome has been improving and one recent study has accomplished great results, although more studies are required in order to verify the feasibility of this technique in dogs. The aim of this review is to discuss the current knowledge regarding mitral valve surgery in dogs, focusing on both surgical techniques and anesthetic procedures.
A regurgitação mitral secundária a degenerescência mixomatosa da válvula mitral é a causa mais frequente de insuficiência cardíaca em cães. O tratamento atual para esta doença envolve terapia médica crónica, que pode melhorar a qualidade de vida e aumentar o tempo de sobrevivência de cães afetados. Apesar deste tratamento clássico ser eficaz a curto e médio prazo no controlo dos sinais clínicos, não consegue evitar a evolução progressiva da insuficiência cardíaca congestiva para graus mais graves. Na medicina humana, a substituição e a reparação da válvula mitral são frequentemente realizadas para resolução de regurgitação mitral. Ambas as técnicas são consideradas duráveis e seguras, fornecendo excelentes resultados. Dado que a cirurgia da válvula mitral é um procedimento standard na medicina humana, é surpreendente que a sua possível aplicação clínica em cães não tenha sido profundamente estudada. Esta é uma área que tem progredido lentamente em medicina veterinária, e existem poucos artigos disponíveis relacionados com a sua utilização. As publicações disponíveis sobre a aplicabilidade destas técnicas em medicina veterinária contrastam com os resultados de medicina humana, já que indicam baixos índices de sucesso e dificuldades técnicas muito limitantes. Os resultados de reparação da válvula mitral em cães têm vindo a melhorar e foram observados excelentes resultados numa publicação recente, embora sejam necessários mais estudos para verificar a aplicabilidade generalizada desta técnica cirúrgica em cães. O objetivo desta revisão é discutir o conhecimento atual sobre cirurgia da válvula mitral em cães, dando especial ênfase às técnicas cirúrgicas e procedimentos anestésicos.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/17787
Designação: Medicina Veterinária
Aparece nas colecções:EUVG - Dissertações do Mestrado Integrado em Medicina Veterinária

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_João Tiago.pdf1,57 MBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.