Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/11548
Título: A sociedade argelina e o recrutamento militar, estrutura e procedimentos
Autor: Zahal, Rafik
Palavras-chave: Sociedade Argelina
Instituição Militar
Nação
Forças Armadas Argelinas
Forças Armadas Profissionais
Recrutamento Militar
Serviço Militar
Serviço Nacional
Serviço Militar Obrigatório
Dever
Desenvolvimento
Defesa
Regime de Voluntariado
Conscrição
Profissionalização
Modernização
Data: 2011
Editora: IUM
Resumo: As origens históricas das Forças Armadas argelinas encontram-se no Exército de Libertação Nacional (ELN) que combateu o Exército Colonial francês na guerra de libertação (1954-1962). As Forças Armadas são vistas como as “herdeiras” do ELN, o que explica as características, espírito, tradições e comportamentos do actual Exército Nacional Popular (ENP). O ELN desempenhou um papel importante na obtenção da independência, tendo o ENP contribuído para a sua manutenção e construção do Estado, nos períodos de 1962 a 1988, onde se destaca a Guerra da Areia (1963), a Marcha Verde (1975), e os confrontos fronteiriços (1984), todos eles com Marrocos, e de 1988 até aos nossos dias, este último caracterizado pela chamada “Década Negra” (1992-2001), e pelo processo de combate ao terrorismo. A instituição militar é considerada como um dos pilares mais importantes do Estado. Temos aqui um paradoxo: em vez de ser o Estado a criar o poder militar, temos um poder militar fundador do Estado argelino. Para além das suas competências tradicionais, as Forças Armadas também contribuíram, durante décadas, para o desenvolvimento económico, social e cultural do país. Os militares, muito devido ao Serviço Nacional (SN) foram empenhados directamente na realização de projectos económicos, especialmente, os relacionados com a conclusão de infra-estruturas de base. Estas contribuições para melhoria do bem-estar da população argelina levaram a uma maior legitimidade das Forças Armadas, para além daquela que já tinham por direito (legitimidade histórica adquirida durante a guerra de libertação). Assim, à luz disto, as Forças Armadas constituíram um actor importante em todas as áreas da vida do Estado, e por consequência da sociedade. Para um futuro mais promissor, a instituição militar, para além do seu papel tradicional, deverá ainda apoiar o desenvolvimento sustentável do Estado, através da contribuição no plano social, cultural, económico e ainda ambiental. Tais objectivos, apenas podem ser atingidos com uma instituição de duplo uso: as Forças Armadas e um Serviço Nacional, com necessidade de quadros competentes e profissionais capazes de superar o desafio com sucesso. Actualmente, a Argélia, acompanhando a evolução no sentido de estabelecer uma instituição profissional, baseia o seu serviço militar no voluntariado duma forma significativa, mantendo, ao mesmo tempo, o Serviço Nacional como forma de garantir a contribuição dos jovens do sexo masculino para o desenvolvimento e defesa do Estado. Um sistema de recrutamento bem estruturado, que permite ter uma boa selecção e orientação dos jovens para servir a nação é um objectivo que os altos responsáveis da instituição pretendem, através duma estratégia de longo prazo que foi implementada recentemente e que conta com a contribuição de várias entidades nacionais. Abstract: The historical origins of the Algerian armed forces are in the National Liberation Army (NLA) who fought the French colonial army in the liberation war (1954-1962). The armed forces are seen as the "heirs" of the NLA, which explains the characteristics, spirit, traditions and behaviors of the current National People's Army (NPA). The NLA has played an important role in achieving independence and the NPA contributing to its maintenance and construction of the state, for the periods from 1962 to 1988, highlights the War of the Sands (1963), the Green March (1975), and border clashes (1984), all with Morocco, and from 1988 until today, the latter characterized by the "Black Decade" (1992-2001), and the process of combating terrorism. The military establishment is regarded as one of the key pillars of the state. We have here a paradox: instead of the State to create the military power, we have the military power as the founder of the Algerian state. In addition to their traditional skills, the military also contributed for decades to the economic, social and cultural development of the country. The military, largely due to National Service (NS) were directly involved in carrying out economic projects, especially those related to the completion of basic infrastructure. These contributions to improve the welfare of the Algerian population led to greater legitimacy of the military, beyond the previous right they had (historical legitimacy gained during the liberation war). Thus, in light of this, the military constituted an important player in all areas of the life of the state, and therefore of society. For a brighter future, the military, beyond its traditional role, should also support the development of the State, through the contribution in social, cultural, economic and even environmental areas. These objectives can only be achieved with a dual-purpose institution: the military and National Service, competing for the most and capable professionals to meet the challenge successfully. Currently, Algeria, though following the trend towards establishing professional Armed Forces, based on volunteering and at the same time keeps the National Service as the way to ensure the contribution of young males to develop and defend the state. A well-structured system of recruitment, which allows you to have a good selection and guidance of young people to serve the nation, is a goal that senior members of the institution want to achieve through a long term strategy that was recently implemented and enjoy contributions from several national entities.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/11548
Aparece nas colecções:IUM - CRC - CEMC - Trabalhos de Investigação Individual

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
CAP MAR Rafik Zahal.pdf1,2 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.