O Seu Saber Ocupa um Lugar! DSpace

Repositório Comum >
IDN - Instituto da Defesa Nacional >
IDN - Revista Nação e Defesa >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/496

Título: Energia e ambiente num mundo com muita gente
Autor: Pereira, Manuel Collares
Palavras-chave: Política do ambiente
Alteração climática
Energia
Petróleo
Demografia
Energias renováveis
Desenvolvimento
China
Índia
Issue Date: 2009
Editora: Instituto da Defesa Nacional
Relatório da Série N.º: ;122
Resumo: Muitos dos recursos que exploramos para o nosso dia a dia são fi nitos, isto é não se renovam (pelo menos à escala de tempo que é a nossa). Por outro lado, a Natureza tem uma capacidade fi nita para absorver os impactes que as actividades que desenvolvemos têm sobre ela. A Energia de origem fóssil é um excelente exemplo para ilustrar ambas as afi rmações: os combustíveis fósseis aproximam-se da situação de pico de produção e a sua queima é o agente mais forte das alterações climáticas e de uma grande quantidade de outros impactes ambientais. Por outro lado, a procura de energia aumenta fortemente, em particular por causa da necessidade dos países em vias de desenvolvimento, com destaque para países como a China e a Índia. Este facto, em paralelo com o crescimento demográfi co, que no mínimo levará o mundo a ter uma população de 10 mil milhões de pessoas no fi nal do século, tornam a pressão sobre a oferta e o nível dos impactes ambientais, verdadeiramente insustentáveis, quer o mundo evolua sem corrigir as assimetrias de consumo de energia per capita, quer faça um esforço tremendo para que este se reduza nos países industrializados e suba nos países em vias de desenvolvimento. É pois imperativo que o aumento de consumo global de energia se faça à custa de fontes de energia limpas (Energias Renováveis), em paralelo com uma redução inteligente de consumo (consumos evitados, efi ciência energética), acabando mesmo esta estratégia, por estar na base do que se tem chamado de desenvolvimento sustentável. Considera-se que será mesmo necessário alterar de forma profunda a cultura consumista e desenvolvimentista “à outrance” que domina o mundo dito desenvolvido de hoje, para a adopção de um conjunto de valores de uma natureza completamente diferente e compatível com uma perspectiva operacional de desenvolvimento sustentável.
Arbitragem científica: yes
URI: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/496
ISSN: 0870-757X
Appears in Collections:IDN - Revista Nação e Defesa

Files in This Item:

File Description SizeFormat
NeD122_ManuelCollaresPereira.pdf449,96 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

© 2014 - REPOSITÓRIO COMUM - Comentários - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia