O Seu Saber Ocupa um Lugar! DSpace

Repositório Comum >
ESEJD - Escola Superior de Educação João de Deus >
ESEJD - Dissertações de Mestrado em Ciências da Educação >
ESEJD - Educação especial – domínio cognitivo – motor (dissertação) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/2562

Título: Face a face com o autismo: será a inclusão um mito ou uma realidade?
Autor: Martins, Cláudia Paiva
Palavras-chave: Necessidades educativas especiais
Autismo
Comunicação
Linguagem
Integração escolar
Integração social
Issue Date: Jul-2012
Resumo: As Perturbações do Espectro do Autismo (PEA) (Perturbações Globais do Desenvolvimento no Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders 4.º edition – 2002 – DSM-IV-TR) caracterizam-se pela presença de um desenvolvimento acentuadamente atípico na interação social e na comunicação, por um repertório de atividades e interesses marcadamente restritos, por dificuldades de flexibilidade de pensamento e de comportamento, que se exibem em comportamentos estereotipados e rígidos, associados a dificuldades na aceitação de alterações de rotinas (Jordan, 2000). A dificuldade em comunicar que apresentam, origina a dificuldade em socializar, logo é importante proporcionar a estas crianças ambientes de interação, pois, grande parte delas, à medida que interage com os seus pares adquire e/ou melhora as competências sociais. Na grande maioria das vezes, este conjunto de características conduz a um isolamento contínuo da criança e da sua família. No entanto, acredita-se que uma inclusão escolar bem sucedida pode proporcionar a estas crianças oportunidades de convivência com outras da mesma faixa etária, constituindo-se a escola, num espaço de aprendizagem e de desenvolvimento de competências pessoais e sociais. É no contexto das relações sociais que emergem a linguagem, o desenvolvimento cognitivo, o autoconhecimento e o conhecimento do outro (Moura, 1993). Neste âmbito, surge o objetivo do nosso trabalho que é perceber como é que os colegas sem Necessidades Educativas Especiais (NEE) encaram a presença das crianças com PEA na sua turma, que representações constroem sobre elas e se interpretam as suas manifestações de comunicação. Esta investigação tem como base o paradigma qualitativo, sendo adotada a metodologia da Investigação Descritiva, cujos instrumentos utilizados na recolha do corpus do nosso estudo foram um teste sociométrico e um questionário, realizados aos colegas de turmas das crianças com PEA, para além de toda a análise documental necessária.
URI: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/2562
Appears in Collections:ESEJD - Educação especial – domínio cognitivo – motor (dissertação)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
ClaudiaMartins.pdf2,67 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

© 2014 - REPOSITÓRIO COMUM - Comentários - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia