O Seu Saber Ocupa um Lugar! DSpace

Repositório Comum >
ESEJD - Escola Superior de Educação João de Deus >
ESEJD - Teses de Doutoramento >
ESEJD - Teses de Doutoramento >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/2340

Título: Bio-ecologia e produção do poliqueta Nereis diversicolor O.F. Müller - recurso zoológico de ambientes costeiros
Autor: Costa, Pedro Fidalgo e
Palavras-chave: Poliqueta
Ecologia
Produção
Cultivo
Issue Date: 2001
Resumo: A presente dissertação teve como objectivo investigar alguns aspectos da biologia e ecologia do poliqueta Nereis diversicolor na costa Sudoeste de Portugal, nomeadamente nas ribeiras de Odeceixe, Aljezur e Carrapateira, durante o período de Abril de 1993 até Maio de 1994, bem como a tentativa de produção deste recurso em pequena escala e em condições controladas. Esta espécie de poliqueta muito comum e frequentemente dominante em substratos móveis de ambientes estuarinos, apresentou algumas flutuações temporais das suas densidades. Estas oscilações estão associadas à própria biologia reprodutora da espécie, mas também às interacções inter- e intra-específicas e à dinâmica sedimentar provocada pela movimentação de massas de água de origem marinha e continental, que interagem e modificam consequentemente as condições ambientais destes sistemas. A produção obtida para N. diversicolor em cada local de amostragem, bem como as taxas de renovação da biomassa (P/B) na costa Sudoeste, situam-se numa posição intermédia entre as encontradas para outros sistemas da costa Atlântica. No entanto a ribeira da Carrapateira apresenta-se como um caso à parte, verificando-se uma produção baixa com um P/B elevado. A fase de maior crescimento, seja em animais selvagens ou de laboratório, foi obtida nos primeiros 12 meses de vida. A partir do segundo ano de idade há uma redução no crescimento somático e um investimento na reprodução, nomeadamente na produção de gâmetas. O estabelecimento do período reprodutivo baseou-se nos resultados da recolha de amostras de estados larvares, bem como da análise do conteúdo celomático dos adultos. Neste estudo registou-se a presença contínua de fêmeas maduras e estados juvenis ao longo do ano, com um evento de recrutamento intenso em Setembro, seguido de um segundo pico de menores proporções em Maio. Na Carrapateira, ao contrário de Odeceixe e Aljezur, foi observado um amadurecimento precoce de N. diversicolor e consequentemente indivíduos de menores dimensões. Em todas as estações a razão sexual estimada foi sempre favorável às fêmeas. O estudo da ecologia alimentar de N. diversicolor revelou hábitos maioritariamente filtradores, embora na estação da Carrapateira esta espécie evidenciou tendências carnívoras e canibais. Não foram encontradas diferenças significativas nos conteúdos digestivos de machos e fêmeas, mas sim uma variação na composição da dieta consoante o local de estudo, época do ano e tamanho dos indivíduos. Através do cultivo de juvenis N. diversicolor alimentados com variadas dietas e em diferentes condições controladas de salinidade, temperatura e luminosidade, pôde constatar-se que esta espécie parece não apresentar uma relação entre as taxas de crescimento e o tipo de dieta fornecida. A análise dos ácidos gordos realizadas aos indivíduos reflectiu o perfil das dietas testadas. Os indivíduos que foram alimentados com dietas ricas em DHA (ácido docosahexaenoico) podem metabolizar apenas 50%, por outro lado, se a quantidade for baixa ou ausente, podem biosintetizar de novo. N. diversicolor retém aproximadamente todo EPA (ácido eicosapentanoico) presente nas dietas, porém, se a quantidade de EPA for baixa, pode biosintetizar de novo. Este facto demonstra que N. diversicolor não necessita DHA em quantidade, contudo, dietas ricas em EPA e DHA permitem uma alta assimilação de HUFA (ácidos-gordos insaturados de cadeia longa) o que é essencial para um bom crescimento e uma alta sobrevivência. Os estudos de cultivo realizados, também demonstraram que N. diversicolor não apresenta diferenças significativas quanto à preferência dos sedimentos testados. Sob condições de salinidade de 15 %o e temperatura de 25°C esta espécie atinge as mais altas taxas de crescimento e uma sobrevivência de 100%, alcançando em poucos meses o "tamanho comercial". Em todas as combinações testadas, os indivíduos atingiram um elevado estado de maturação em somente três meses. Estas condições de cultivo, podem ser aplicadas em futuros estudos para a obtenção intensiva de larvas, no entanto será necessário um estudo pormenorizado acerca da viabilidade destes gâmetas e a certificação de que a maturação extremamente acelerada dos progenitores não tenha sido prejudicial à gametogénese.
URI: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/2340
Appears in Collections:ESEJD - Teses de Doutoramento

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Tese_PFidalgoCosta.pdf2,05 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE
© 2009 - REPOSITÓRIO COMUM - Comentários - Statistics