O Seu Saber Ocupa um Lugar! DSpace

Repositório Comum >
IDN - Instituto da Defesa Nacional >
IDN - Revista Nação e Defesa >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/1434

Título: Segurança Multidimensional e Internacionalismo Virtual. Interrogações Éticas em Tempo de Pós-Positivismo
Autor: Pureza, José Manuel
Palavras-chave: Relações internacionais
Segurança internacional
Novas tecnologias
Ética
Teoria
Pós-guerra fria
Século 21
Issue Date: 2001
Editora: Instituto da Defesa Nacional
Relatório da Série N.º: 2ª Série;Nº 99 (Outono 2001)
Resumo: A experiência da insegurança é hoje sentida de forma diferente no Norte e no Sul, oscilando entre a sua expressão individual no Norte e a insegurança sentida por vastas massas humanas no Sul. Com o presente artigo o autor analisa a constituição de um discurso alternativo, pós-realista e pós-positivista, que propõe novo discurso normativo sobre as relações internacionais, adequado às transformações profundas ocorridas no cenário pós Guerra Fria. Neste novo discurso, que o autor denomina como o discurso da segurança multidimensional, os referentes da segurança diferem quando comparados com os do tradicional discurso de segurança.Num segundo momento, o artigo irá incidir sobre os efeitos dos desenvolvimentos tecnológicos que permitem legitimar este discurso da segurança, funcionando como instrumentos éticos orientados pela instantaneidade, visibilidade e comoção. Aqui o autor analisa em profundidade os efeitos da projecção de uma ética virtual, através de uma análise da centralidade da mediação televisiva e da guerra virtual, pela via da revolução nos assuntos militares. O artigo, recorrendo a uma leitura sobre o realismo político, evidencia a centralidade do estado e a importância da dimensão estratégica da segurança naquela corrente das relações internacionais, para refutar os argumentos herdados do realismo: a sua natureza linear, a insistência retrospectiva do mesmo, o seu pendor conservador. Propõe uma leitura das relações internacionais partindo do pressuposto de que a realidade é socialmente construída e da ideia de que o conceito de segurança dispensa referentes privilegiados, abandonando a ideia do exclusivismo interestatal para se concentrar na simultaneidade dos indivíduos, grupos, povos e na comunidade humana global, enquanto actores que dão substância a um novo conceito de segurança.
Arbitragem científica: yes
URI: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/1434
ISSN: 0870-757X
Versão do Editor: http://www.idn.gov.pt/publicacoes/nacaodefesa/textointegral/NeD99.pdf
Appears in Collections:IDN - Revista Nação e Defesa

Files in This Item:

File Description SizeFormat
NeD099_JoseManuelPureza.pdf91,68 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

© 2014 - REPOSITÓRIO COMUM - Comentários - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia