O Seu Saber Ocupa um Lugar! DSpace

Repositório Comum >
IDN - Instituto da Defesa Nacional >
IDN - Revista Nação e Defesa >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://comum.rcaap.pt/handle123456789/1427

Título: O Significado da Segurança na Europa: A UE – da PESC ao Colapso da Política Externa
Autor: Charillon, Frédéric
Palavras-chave: Segurança europeia
Política externa
Pós-guerra fria
UE (a partir de 1993)
PESC
Europa
Mediterrâneo (região)
Médio Oriente
Século 21
Issue Date: 2001
Editora: Instituto da Defesa Nacional
Relatório da Série N.º: 2ª Série;Nº 99 (Outono 2001)
Resumo: O presente artigo tem por objectivo analisar o significado da segurança na Europa. A construção do processo comunitário dada a especificidade e conteúdo ambicioso do projecto envolvente, leva o autor a passar em revista vários dossiers comunitários de onde resultam consequências sobre o conceito e práticas da segurança europeia. A reinvenção do conceito de segurança na Europa passa em muito pela inserção de novas matérias no tradicional domínio da segurança entre as quais se contam entre outros o controlo de fluxos migratórios, a cooperação militar, cultural e comercial. O artigo concentra-se em dois desafios fundamentais: por um lado a questão dos desafios à segurança europeia, durante a última década, se afastarem da tradicional definição de segurança militar, por outro o facto de sempre que a Europa teve que enfrentar questões de dimensão estritamente militar revelou-se impotente para o efeito. Um segundo desafio prende-se com o futuro modelo europeu de política externa e desegurança comum e na possibilidade de o mesmo dar respostas às mutações do cenário internacional. O discurso da segurança tem-se europeizado, bem como os respectivos mecanismos institucionais e operacionais. Se a isto adicionarmos uma ampliação excessiva do conceito, poder-se-á facilmente cair numa diluição conceptual e prática do mesmo, pondo em perigo futuras ambições europeias no domínio da segurança.segurança comum e na possibilidade de o mesmo dar respostas às mutações do cenário internacional. O discurso da segurança tem-se europeizado, bem como os respectivos mecanismos institucionais e operacionais. Se a isto adicionarmos uma ampliação excessiva do conceito, poder-se-á facilmente cair numa diluição conceptual e prática do mesmo, pondo em perigo futuras ambições europeias no domínio da segurança.segurança comum e na possibilidade de o mesmo dar respostas às mutações do cenário internacional. O discurso da segurança tem-se europeizado, bem como os respectivos mecanismos institucionais e operacionais. Se a isto adicionarmos uma ampliação excessiva do conceito, poder-se-á facilmente cair numa diluição conceptual e prática do mesmo, pondo em perigo futuras ambições europeias no domínio da segurança.
Arbitragem científica: yes
URI: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/1427
ISSN: 0870-757X
Versão do Editor: http://www.idn.gov.pt/publicacoes/nacaodefesa/textointegral/NeD99.pdf
Appears in Collections:IDN - Revista Nação e Defesa

Files in This Item:

File Description SizeFormat
NeD099_FredericCharrillon.pdf230,76 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE
© 2009 - REPOSITÓRIO COMUM - Comentários - Statistics