O Seu Saber Ocupa um Lugar! DSpace

Repositório Comum >
IDN - Instituto da Defesa Nacional >
IDN - Revista Nação e Defesa >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/1232

Title: Energia, Geopolítica e a Política da Biosfera
Authors: Schwarz, Henrique
Keywords: Geopolítica
Segurança nacional
Segurança energética
Guerra
Petróleo
Recursos naturais
Energias renováveis
Ambiente
Alteração climática
Issue Date: 2007
Publisher: Instituto da Defesa Nacional
Series/Report no.: 3ª Série;Nº 116 (Primavera 2007)
Abstract: O quadro global da distribuição geográfica das reservas geológicas e da produção e consumo dos combustíveis fósseis, que são hoje de longe as principais fontes de energia a nível mundial, é cada vez mais propício à emergência e à recorrência de conflitos distributivos, conhecidos por “guerras dos recursos” ou simplesmente por guerras do petróleo. Para além disto, uma oferta de energia que não consegue acompanhar o crescimento da procura faz subir os preços de uma forma consistente. Também a concentração do mercado num número restrito de protagonistas (empresas e Estados produtores e consumidores), a competição pelo acesso e controlo dos combustíveis fósseis, enquanto recursos naturais estratégicos, e as enormes assimetrias dos consumos, geraram uma situação de insegurança energética generalizada, que as concepções e as práticas geopolíticas tradicionais não parecem capazes de resolver de uma forma permanente. A tese defendida é que é necessário repensar os conceitos de segurança nacional e geopolítica, integrando-os numa nova visão das relações internacionais, que designámos por política da biosfera, por três razões principais: (i) a compressão do espaço-tempo, introduzida pelas novas tecnologias da informação e comunicação; (ii) a emergência de novos protagonistas na cena internacional, para além dos Estados-nação, a marcarem a agenda política mundial: empresas transnacionais, grupos religiosos, organizações não governamentais do desenvolvimento e do ambiente, movimentos de defesa dos direitos humanos, comunidade científica, comunicação social, etc.; (iii) a questão socio-ambiental global, em larga medida associada às desigualdades crescentes de riqueza e de bem-estar e à deriva antropogénica dos climas terrestres. A não ser feita esta grande transformação, já nas próximas décadas, no sentido da instauração de uma política da Biosfera, a influência que exercemos sobre o curso da evolução pode vir a ter o resultado que ninguém deseja.
Peer Reviewed: yes
URI: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/1232
ISSN: 0870-757X
Appears in Collections:IDN - Revista Nação e Defesa

Files in This Item:

File Description SizeFormat
NeD116_HenriqueSchwarz.pdf288.5 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE
© 2009 - REPOSITÓRIO COMUM - Comentários - Statistics