O Seu Saber Ocupa um Lugar! DSpace

Repositório Comum >
IESM - Instituto de Estudos Superiores Militares >
IESM - Centro de Recursos de Conhecimento >
IESM - CRC - CPOS - FA - Trabalhos de Investigação Individual >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/1204

Título: A Retenção de Pilotos na Força Aérea Portuguesa
Autor: Pedrosa, Pedro
Palavras-chave: Retenção
Motivação
Vocação
Carreira
Reconhecimento
Consideração
Formação
Capacidade Operacional
Issue Date: 2008
Resumo: A Força Aérea Portuguesa (FAP) debate-se com um problema recorrente, desde há alguns anos a esta parte – a saída de pilotos das suas fileiras antes do tempo previsto, quer pela carreira normal, quer pelo tempo mínimo de permanência no Quadro. Existem, por certo, diversas causas para este fenómeno. Contudo, não existe nenhum estudo aprofundado e específico nesta matéria. A ideia generalizada, porém limitada, associada a este fluxo de pilotos, tem por base motivações económicas, com os pilotos a optarem por seguir uma carreira em empresas de aviação civis. Neste contexto, este trabalho pretendeu averiguar as reais causas que levam os pilotos a saírem da FAP, com vista a encontrar formas de levar os pilotos a quererem permanecer na FAP por oposição a impedir a sua saída, medida tendencialmente preferida por se afigurar mais fácil de implementar. Para concretizar essa intenção recorreu-se ao método de investigação em ciências sociais proposto por Raymond Quivy. Este método é constituído por três fases (rutura, construção e verificação), em que, partindo de uma pergunta inicial, se procuraram respostas através da formulação e exploração de hipóteses. Como enquadramento para a problemática, são apresentados e desenvolvidos alguns tópicos que contribuem para uma melhor compreensão do fenómeno nomeadamente: quais as motivações que levam uma pessoa a optar por uma carreira como piloto militar na FAP; qual a dimensão real da falta de pilotos na FAP; quanto custa formar um piloto na FAP. As pesquisas iniciais efetuadas no âmbito deste trabalho demonstraram que a forma mais adequada para aferir, com precisão, as causas que motivaram as saídas dos pilotos da FAP, passaria por questionar as motivações dos pilotos que já saíram. Para tal, recorreu-se a um inquérito efetuado aos pilotos que saíram da FAP desde 2001, através do preenchimento de um questionário. Esta investigação permitiu identificar a existência de vários fatores que contribuem para as saídas dos pilotos. A conclusão mais importante que se pode extrair deste trabalho é que as causas principais que estão na base da saída dos pilotos da FAP são de ordem interna, com especial incidência na consideração e reconhecimento das chefias para com os pilotos. Abstract: The Portuguese Air Force (PoAF) is facing a persistent problem for a few years – the outflow of pilots before the expected time, either by the regular career or prior to the end of the binding time in the lines. There are, for sure, several causes for this phenomenon. However, there is no profound and specific study in this field. The common idea, relating this outflow of pilots, is that money is the primary motivation that causes pilots to procure a new career, as pilot in an airline company. In this context, this brief study has tried to find out the real causes that drive pilots to leave the PoAF, so that solutions can be found in order to persuade pilots to stay rather that retain them, which is normally the measure taken to face the problem, since it is effortless to put into action. In order to achieve this goal, this paper follows the social science investigation method from Raymond Quivy. This method is divided in three different stages (rupture, construction and verification), in which, starting from a primary question, answers are searched through the formulation and exploration of hypothesis. As an introduction for this problem, several items are presented and discussed to contribute to a better understanding of this issue: what are the motivations that drive someone to choose a life as a military pilot in the PoAF; what is the real dimension of pilot shortage in the PoAF; how much does it cost to train a new pilot for the PoAF. The initial researches for this investigation showed that, the best way to find out with precision, the causes that sustain the outflow of pilots would be by questioning the former PoAF pilots working in civilian companies. For this purpose a query was conducted with pilots that left the PoAF since 2001, by filling in a form with questions relating their individual reasons for that choice. This investigation allowed identifying the existence of several different factors that contributed to the outflow of pilots. The most important conclusion to draw from this work is that the main causes for the PoAF pilots outflow are internal of the PoAF itself, with particular focus on consideration and acknowledgement by the higher ranks towards the pilots.
Arbitragem científica: yes
URI: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/1204
Appears in Collections:IESM - CRC - CPOS - FA - Trabalhos de Investigação Individual

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TII_CAP_PEDRO PEDROSA.pdf4,04 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE
© 2009 - REPOSITÓRIO COMUM - Comentários - Statistics