O Seu Saber Ocupa um Lugar! DSpace

Repositório Comum >
IESM - Instituto de Estudos Superiores Militares >
IESM - Centro de Recursos de Conhecimento >
IESM - CRC - CPOS - FA - Trabalhos de Investigação Individual >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/123456789/1147

Título: Formação Complementar em Saúde Militar para Enfermeiros Militares na Resposta à Vertente Operacional
Autor: Pereira, Cândido
Palavras-chave: Competências
Competências em Enfermagem
Licenciatura em Enfermagem Cuidados de Enfermagem
Emergência e Trauma
Desenvolvimento Profissional
Formação Contínua
Saúde
Saúde Militar
Saúde (Vertente Operacional)
Issue Date: 2010
Resumo: A formação dos enfermeiros militares da Força Aérea (FA) desde a década de oitenta do século passado, é da responsabilidade da Escola do Serviço de Saúde Militar. O curso de enfermagem foi sempre o de maior expressão relativamente aos outros cursos, sobretudo pelo número de alunos que o frequentaram e frequentam. Foi também o que sofreu maiores transformações, acompanhando a evolução do ensino de enfermagem ocorrida a nível nacional. A formação Científica e Técnica inicial, bem como alguns cursos de especialização em enfermagem, foram ao longo das últimas três décadas ministrados na Escola do Serviço de Saúde Militar (ESSM), contributo essencial para o desenvolvimento profissional dos enfermeiros militares. Em 2005 foi superiormente decidido pelo Exército, a exteriorização do curso de licenciatura em enfermagem, celebrando para o efeito um protocolo com a Escola Superior de Enfermagem de Lisboa (ESEL). Da análise efetuada aos planos de estudo dos Cursos de Licenciatura em Enfermagem das escolas ESSM e ESEL, verifica-se que os mesmos não contemplam formação na área da emergência e trauma, consideradas essenciais para o desempenho das funções do enfermeiro militar no apoio sanitário à vertente operacional. Neste contexto, procurou esta investigação identificar a necessidade de formação complementar em Saúde Militar a ministrar aos enfermeiros militares, a fim de adequar as competências técnico profissionais ao cumprimento da sua missão na vertente operacional. Para concretizar esse objectivo, recorreu-se ao método de investigação da autoria de Raymond Quivy e Luc Van Campenhoudt em Ciências Sociais proposto pelo Instituto de Estudos Superiores Militares (IESM). Este método inicia-se com a questão de investigação, da qual resultam outras, procurando-se, assim, dar as respostas através das hipóteses formuladas. Para a investigação, além da pesquisa documental, foi aplicado um questionário à população de enfermeiros militares da FA e entrevistas exploratórias. Esta investigação permitiu concluir, que o perfil de competências conferido pela Licenciatura em Enfermagem, não habilita o enfermeiro militar ao desempenho profissional no apoio sanitário à vertente operacional. Por outro lado, a implementação de formação complementar nos domínios da emergência, trauma e evacuação aeromédica são consideradas pelos enfermeiros como essenciais para adquirir as competências necessárias ao desempenho da actividade no apoio sanitário à vertente operacional. Abstract: The training of nurses of the Portuguese Air Force since the eighties of last century, it is the responsibility of the Escola do Serviço de Saúde Militar. The nurses course has always been higher expression compared with other courses, especially the number of students that attended and attend. This was also the major change following the evolution of nursing education at the national level. Training scientific and technical original and some specialized courses in nursing have been over the past three decades taught at the Escola do Serviço de Saúde Militar (ESSM). Essential contribution to the professional development of nurses militaries. In 2005 it was decided by a superior army, the externalization of the course in nursing, celebrating the end to a protocol with the Escola Superior de Enfermagem de Lisboa (ESEL). Analysis of the curriculum of the graduation in Nursing of the schools ESSM and ESEL, it appears that they do not include training in emergency and trauma, considered essential to the functions of nurses in military support to the health aspect operational. In this context, this research sought to identify the need for additional training in the Military Health minister to military nurses, in order to bring the technical professional skills to carry out their mission in the operational side. To achieve this objective, we used the method of research by Raymond Quivy and Luc Van Campenhoudt in Social Sciences proposed by the Instituto de Estudos Superiores Militares (IESM). This method starts with the question of research, which results in other, attempting to thereby provide the answers through the hypotheses. For research, in addition to desk research, a questionnaire was administered to nurses in military of Portuguese Air Force and exploratory interviews. This investigation has concluded that the skills profile conferred by degree in nursing, it enables the nurse to perform military training in health support to the operational side. Furthermore, the implementation of additional training in the fields of emergency, trauma and aero medical evacuation are considered by nurses as essential to acquire from the skills required to perform the activity in the health support to the operational side.
Arbitragem científica: yes
URI: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/1147
Appears in Collections:IESM - CRC - CPOS - FA - Trabalhos de Investigação Individual

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TII_CAP CANDIDO PEREIRA.pdf801,14 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE
© 2009 - REPOSITÓRIO COMUM - Comentários - Statistics