O Seu Saber Ocupa um Lugar! DSpace

Repositório Comum >
IESM - Instituto de Estudos Superiores Militares >
IESM - Centro de Recursos de Conhecimento >
IESM - CRC - CPOS - FA - Trabalhos de Investigação Individual >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/1123

Título: Controlo da Lei de Programação Militar e Lei de Programação das Infraestruturas Militares por Projeto e Subprojecto em Sistema iIntegrado de Gestão
Autor: Dantas, Tânia
Palavras-chave: Controlo
Enterpprise Program Management
EPM
Eficiência
Eficácia
Economia
Projecto
Project System
PS
SAP
Sistema Integrado de Gestão
SIG-DN
Issue Date: 2011
Resumo: A Lei de Programação Militar (LPM) e a Lei de Programação de Infraestruturas militares são leis que definem os programas de investimento público das Forças Armadas (FFAA). Estes programas traduzem-se em projetos plurianuais, de natureza complexa e orçamentos significativos e são coordenados e executados por Grupos de Trabalho (GT) constituídos para o efeito. A execução destes investimentos assenta em duas vertentes interligadas: física e financeira. Enquanto a execução financeira destes projetos está assente na plataforma SAP no denominado Sistema Integrado de Gestão (SIG-DN), sistema imposto pelo Ministro de Defesa em 2002, a execução material não é registada em sistema de informação. Este facto tem sido apontado nas diversas auditorias efetuadas aos Investimentos da Força Aérea (FAP), tendo constituído uma das motivações para a antiga Direção-Geral de Armamento e Equipamentos de Defesa em 2007 procurar uma solução informática que permitisse o controlo físico e financeiro destes projetos. A solução encontrada por esta Direção foi o Enterprise Project Managment (EPM), solução que, mais tarde, veio a ser proposta para os Ramos. Por outro lado o SIG-DN inclui um módulo de gestão de projetos que poderia responder a estas necessidades. Deste modo interessa analisar qual destas soluções é a melhor para o controlo da LPM e LPIM na FAP, utilizando os critérios de economia, eficiência e eficácia e o método científico definido por Quivy. Para aferir a metodologia adotada pela FAP foram realizadas entrevistas e divulgado um inquérito online. Os resultados indiciaram a adoção de metodologias diferentes. Verificou-se que ambas as soluções poderiam responder às necessidades apresentadas,ainda que com necessidades de desenvolvimentos (no caso do SIG-DN) e interfaces (no caso do EPM). Em termos de eficácia ambas as soluções representavam um aumento de eficácia, no entanto a exigência de mais interfaces, nomeadamente da execução financeira registada no SIG-DN, levaram a concluir que o SIG-DN é uma solução mais eficiente. Contabilizando os custos de cada uma destas soluções verificou-se que os custos de implementação e licenças de utilizador não serem suportados pela FAP. Concluiu-se que, pelo facto da solução EPM em estudo apenas abranger projetos financiados pela LPM e LPIM, a adoção da mesma solução para os restantes projetos da FAP representa custos adicionais a serem suportados por este Ramo. Desta forma identificou-se o SIG-DN como a solução mais económica em estudo. Analisando a proposta da DGAED concluiu-se que não era adequada, designadamente em termos de estrutura de apoio. Desta forma aferiu-se que a solução mais eficaz, económica e eficiente para controlo da LPM e LPIM dos sistemas de informação em estudo seria o SIG-DN, recomendando a sua adoção. Abstract: The Law of Military Program (LPM) and the Law Program Infrastructure military are laws that define public investment programs of the Armed Forces (FFAA). These programs are translated into annual projects of complex nature and significant budgets and are coordinated and carried out by Working Groups (GT) constituted for this purpose. The implementation of these investments is based on two interrelated aspects: physical and financial. While the financial implementation of these projects is based on SAP platform known as the Integrated Management System (SIG-DN), a system imposed by the Minister of Defense in 2002, actual enforcement is not documented in the information system. This has been shown in various audits carried out on Investments Air Force (FAP), having been one of the motivations for the former Directorate-General for Armament and Defense Equipment in 2007 seeking a software solution that enables the physical and financial monitoring of these projects. The solution found by this Directorate was the Enterprise Project Management (EPM) solution that later came to be proposed for the branches. Moreover the SIG-DN includes a project management module that could meet these needs. Thus interest to analyze which of these solutions is the best for the control LPM and LPIM in FAP, using the criteria of economy, efficiency and effectiveness and the scientific method defined by Quivy. To gauge the methodology of the FAP were interviewed and released an online survey. The results indicated the adoption of different methodologies. It was found that both solutions could meet the needs presented, albeit with development needs (in the case of SIG-DN) and interfaces (in the case of EPM). In terms of effectiveness both solutions represent an increase of efficiency, however the demand for more interfaces, including the financial performance recorded in the SIG-DN, led to the conclusion that the SIG-DN is a more efficient solution.
Arbitragem científica: yes
URI: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/1123
Appears in Collections:IESM - CRC - CPOS - FA - Trabalhos de Investigação Individual

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TII Cap Dantas CONTROLO DA LPM E LPIM POR PROJECTO E SUB PROJECTO EM SIG.pdf3,02 MBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

© 2014 - REPOSITÓRIO COMUM - Comentários - Statistics
Promotores do RCAAP   Financiadores do RCAAP

Fundação para a Ciência e a Tecnologia Universidade do Minho   Governo Português Ministério da Educação e Ciência PO Sociedade do Conhecimento (POSC) Portal oficial da União Europeia