O Seu Saber Ocupa um Lugar! DSpace

Repositório Comum >
IDN - Instituto da Defesa Nacional >
IDN - Revista Nação e Defesa >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/1093

Title: The europeanization of Portugal (1986-2006)
Authors: Magone, José
Keywords: Política externa
Integração europeia
Presidência
Diplomacia
Fundos estruturais
Reestruturação
Economia
Desenvolvimento
Infra-estruturas
Informação
Investigação
Sociedade civil
Cooperação
ONU
Portugal
Timor
Issue Date: 2006
Publisher: Instituto da Defesa Nacional
Series/Report no.: 3ª Série;Nº 115 (Outono-Inverno 2006)
Abstract: Este artigo tem por objectivo fazer uma análise crítica do impacto da integração Europeia na política portuguesa. Para isso, primeiro, faremos uma abordagem genérica da situação político-social, para depois debater o conceito de Europeização. Este ensaio examina quatro aspectos da Europeização no contexto português: a reacção do Parlamento nacional; o impacto dos fundos estruturais na administração pública e na economia portuguesa; o papel das presidências portuguesas da União Europeia em 1992 e 2000 e a Europeização da política externa portuguesa. A Comissão Parlamentar dos Assuntos Europeus tem ganho reputação nas últimas duas décadas. Apesar do Parlamento ter um peso limitado no sistema político português, a Comissão Parlamentar tornou-se uma importante fonte de informação alternativa para a sociedade civil e para a população em geral, no que respeita a assuntos europeus. Os fundos estruturais da UE deram um importante contributo para o melhoramento significativo das infraestruturas nacionais, mas agora é necessário canalizá-los para a reestruturação da economia portuguesa, sobretudo nas áreas de investigação e desenvolvimento. As presidências de 1992 e 2000 projectaram a posição internacional portuguesa, levando ao histórico Conselho Extraordinário de Março de 2000, onde se chegou às linhas do acordo da Estratégia de Lisboa. Finalmente, a política externa portuguesa tem sido uma força pró-activa, em conjunto com outros estados-membros da União no apoio aos valores das Nações Unidas. A independência de Timor Leste pode ser considerada o maior sucesso de trinta e dois anos de diplomacia democrática portuguesa. Apesar de Portugal ter feito progressos políticos (no plano interno e externo), económicos e sociais desde a adesão à UE em 1986, ainda há um longo caminho a percorrer para atingir uma transformação completa do país.
Peer Reviewed: yes
URI: http://comum.rcaap.pt/handle/123456789/1093
ISSN: 0870-757X
Publisher version: http://www.idn.gov.pt/publicacoes/consulta/NeD/NeD115/NeD115.pdf
Appears in Collections:IDN - Revista Nação e Defesa

Files in This Item:

File Description SizeFormat
NeD115_JoseMagone.pdf263.4 kBAdobe PDFView/Open
Statistics
FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Estamos no RCAAP Governo Português separator Ministério da Educação e Ciência   Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Financiado por:

POS_C UE
© 2009 - REPOSITÓRIO COMUM - Comentários - Statistics