Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/9940
Título: Conceito Estratégico Naval para as próximas décadas
Outros títulos: A Marinha do ano 2025
Autor: Picoito, José
Palavras-chave: Capacidades
Estratégia
Estrutural
Genético
Marinha
Missões
Naval
Operacional
Planeamento
Paradigma
Data: 2013
Editora: IESM
Resumo: O Conceito Estratégico Naval, define os princípios reguladores da ação da Marinha no plano genético, estrutural e operacional, conferindo lógica e coerência às linhas de ação preconizadas, em função da análise aos desafios externos e internos, devendo evidenciar a natureza da ação e indicar as razões da sua adoção. O CEDN 2013 veio culminar um processo de revisão da estratégia de defesa nacional, interligada com múltiplos setores do Estado, cuja necessidade de revisão decorreu de uma conjuntura internacional marcada por grande volatilidade no plano da geopolítica e da geoestratégia, registando alterações significativas com uma dinâmica acentuada por fatores como a globalização e a facilidade de acesso e de difusão da informação, que influenciam os equilíbrios regionais e as relações num quadro multilateral, envolvendo atores relevantes na cena mundial. Também no plano económico e financeiro, as sociedades ocidentais, atravessam uma fase conturbada de instabilidade, que veio gerar um clima generalizado de quebra de confiança, altamente pernicioso para as economias de mercado. Esta conjuntura veio agravar um ambiente de segurança e defesa onde ameaças e riscos emergentes, ligados à dimensão transnacional de redes terroristas e do crime organizado, à proliferação de ADM e ao potencial devastador de ataques cibernéticos e de crimes de natureza ambiental, vieram acentuar mais ainda o seu carácter difuso, multifacetado e de grande imprevisibilidade, que muito dificulta a ação dos Estados para as conter e contrariar. O novo CEDN vem iniciar um novo ciclo no planeamento de defesa nacional, onde se irá posicionar o futuro CEN, e aponta claramente no sentido de investir nos recursos marítimos através da valorização dos recursos e oportunidades nacionais, onde não se pode deixar de referir o projeto de extensão da Plataforma Continental, bem como ainda valorizar o conhecimento, a tecnologia e a inovação, colocando uma tónica nos assuntos do mar como nenhum CEDN o tinha feito até agora. Neste trabalho procurou-se analisar a nova tipologia das missões das FFAA, e em particular da sua componente naval, em função das ameaças e riscos emergentes e a sua incidência na edificação e consolidação das capacidades para as cumprir, bem como identificar os princípios orientadores dos paradigmas genético, estrutural e operacional que irão interligar com os princípios reguladores da ação da Marinha a constar no CEN para a próxima década, o que irá enformar a Marinha do ano 2025. Abstract: The Strategic Naval Concept defines the Navy’s principle action regulators in the genetic, structural and operational plan, giving logic and coherence to the proposed lines of action, based upon the analysis of external and internal challenges, highlighting the nature of the action and indicating the reasons for its adoption. The CEDN 2013 culminated in a national defense strategy review process, linked to multiple State sectors, the need for this review arose from an international situation marked by great volatility on the geopolitical and geostrategy level, noting significant changes whose dynamics are exacerbated by factors such as globalization and the ease of access and dissemination of information, influencing the regional balances and relationships in a multilateral framework involving relevant actors on the world stage. At the same time western societies are experiencing a difficult phase of instability on the economic and financial level, thus creating a generalized climate of breach of trust, highly pernicious to market economies. This situation came to aggravate a security and defense environment where threats and emerging risks, linked to the transnational dimension of terrorist networks and organized crime, the proliferation of WMD and the potential devastating cyber-attacks and environmental crimes, further accentuated its diffuse, multi-faceted largely unpredictable character, greatly hindering the States’ action to contain and counteract the same. The new CEDN initiated a new cycle in the national defense planning, where the future CEN will be positioned, clearly pointing towards investing in marine resources through the enhancement of national resources and opportunities, a special mention being made of the project for the extension of the Continental Shelf, as well as enhancing the knowledge, technology and innovation by placing an emphasis on Maritime Affairs like no CEDN has done to date. In this research we tried to analyze the new types of FFAA missions, and in particular its naval component, in the light of emerging threats and risks and their impact on the building and consolidation of capacities for their fulfillment, as well as identifying the guiding principles of genetic, structural and operational paradigms that will link with the regulatory principles of the Navy’s action in CEN for the next decade, which will shape the Navy in the year 2025.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/9940
Aparece nas colecções:IUM - CRC - CPOS - MAR - Trabalhos de Investigação Individual

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TII CMG J.M.Picoito - CEN próxima década. Marinha 2025 - vrs Final corrig.pdf2,51 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.