Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/9912
Título: Caracterização da Comunicação Não-verbal dos Oficiais de Cavalaria e o seu impacto nos subordinados para a obtenção de desempenhos superiores: Estudo de Caso dos Oficiais Subalternos
Autor: Fernandes, Gilberto
Palavras-chave: Comunicação não-verbal
Competências da Liderança
Desempenho Superior
Subalternos de Cavalaria
Contexto Militar
Data: Jul-2015
Editora: Academia Militar. Direção de Ensino
Resumo: A liderança é um processo de influência. Exige a um líder o desenvolvimento das relações interpessoais com os seus seguidores, com vista a promover os comportamentos necessários, para alcançar as metas e os objetivos de uma organização. Uma das competências mais importantes da liderança, com o intuito de influenciar os seguidores é a comunicação tanto verbal, como não-verbal. Neste contexto tem esta investigação como objetivo identificar quais as dimensões da comunicação não-verbal dos líderes militares e qual o impacto no desempenho superior dos seus subordinados. Para este estudo aplicámos um questionário com as dimensões da comunicação não-verbal, juntamente com dois fatores critério do desempenho superior: o esforço extraordinário e a satisfação. A amostra é composta por 142 indivíduos militares, divididos em duas categorias de Postos: 21 Sargentos e 121 Praças, subordinados de Oficiais Subalternos de Cavalaria. Confirmam os resultados a previsão de que as dimensões da comunicação não-verbal evidenciadas pelos Oficiais Subalternos de Cavalaria estão relacionadas com o esforço extraordinário e a satisfação dos seus subordinados e a forma como estes percecionam os seus comandantes. Os resultados mostram, ainda, que a "expressão facial - sorriso", "autoconfiança", "autocontrolo", "coragem", "empatia" "influência/referência" e o "contacto visual" são as dimensões com maior impacto positivo na perceção dos subordinados sobre a comunicação não-verbal dos líderes militares em análise. Sendo consequentemente os fatores "esforço extraordinário" e "satisfação" afetados positivamente. Pelo contrário, gestos como "cruzar os braços" (adaptadores) e "apontar o dedo" (ilustradores) têm um impacto negativo na perceção dos subordinados da "autoconfiança", "autocontrolo", "coragem", "empatia" e "influência/referência" dos seus comandantes. Neste caso, os fatores "esforço extraordinário" e "satisfação" são afetados negativamente. Concluindo-se assim que a utilização de certas dimensões da comunicação não-verbal contribui para um líder ser positivamente ou negativamente percecionado pelos seus seguidores tendo consequentemente impacto sobre o seu desempenho.
Abstract Leadership is a process of influence. It demands from a leader the development of relationships with followers to foster the behaviours that are needed to accomplish the goals and objectives of the organization. One of the most important leadership competencies to influence the followers is communication, both verbal and nonverbal. The goal of this research is to identify which nonverbal communication dimensions of the military leaders and its impact on the superior performance of their followers. In order to carry out this study, a questionnaire was applied with the dimensions of nonverbal communication together with two criteria factors of the superior performance (extraordinary effort and satisfaction). The sample is composed by 142 military individuals, divided in two categories: 21 Sergeants and 141 Privates, which are the subordinates of the Subaltern Cavalry Officers. The outcome of our study confirms the prediction that the nonverbal elements used by the cavalry officers are related to the extraordinary effort and the satisfaction of their subordinates and also affect the way the subordinates perceive their leaders. The results show that “facial expression (smile)”, “self-confidence”, “self-control”, “courage”, “empathy”, “influence/reference” and “eye contact” are the ones that have a positive and most relevant impact on subordinates’ perception of their commanders’ nonverbal communication. As a consequence, the factors “extraordinary effort” and “satisfaction” are also positively affected. On the contrary, gestures such as “crossed arms” (adaptors) and “pointing the finger” (ilustrators) have a negative impact on the subordinates’ perception of “self-confidence”, “self-control”, “courage”, “empathy” and “influence/reference” of their commanders. In this case, the factors “extraordinary effort” and “satisfaction” are also negatively affected.A major outcome from this study is that the use of certain gestures contributes to a leader being positively or negatively perceived by their followers and have an impact on their performance.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/9912
Aparece nas colecções:AM - CM - CHCM - Trabalho de Investigação Aplicada (TIA) - Mestrado Integrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TIA_G.Fernandes.pdf1,9 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.