Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/9738
Título: Um percurso retrospetivo do processo de aquisição de competências : implicações da manobra de valsalva no segundo período de trabalho de parto : revisão integrativa da literatura
Autor: Pacheco, Heloísa Raquel
Palavras-chave: Manobra de Valsalva
Parto
Data de Defesa: 2014
Resumo: O presente relatório de estágio profissionalizante descreve as atividades desenvolvidas para a aquisição de competências específicas em Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica, de acordo com o regulamento do ciclo de estudos da Escola Superior de Enfermagem do Porto, para obtenção do grau de mestre, cujas áreas de intervenção em análise privilegiaram os cuidados à mulher no processo de Gravidez com Complicações, Trabalho de Parto e Pós Parto. Foram desenvolvidas intervenções de enfermagem suportadas em evidências científicas mais atuais. Para além da análise crítica e reflexiva dos cuidados especializados no âmbito da Saúde Materna e Obstetrícia, foram problematizadas práticas e condutas durante o segundo período do trabalho de parto como potenciadoras e/ou inibidoras do bem-estar materno e fetal. Foi realizado um estudo sobre uma revisão integrativa da literatura que objetivou a identificação das implicações maternas e fetais da Manobra de Valsalva no segundo período do trabalho de parto, no sentido de serem adotadas melhores práticas individualizadas e percorrer o longo caminho para a redução da taxa de partos instrumentados, promover o aumento dos partos eutócicos e produzir melhores resultados maternos e fetais. A procura dos melhores cuidados especializados teve como base evidência científica fidedigna, pertinente e atual. Deste estudo, pela análise de estudos significativos, pertinentes e recentes, emergiu uma síntese do conhecimento científico existente. VIII Os resultados obtidos permitiram determinar que a Manobra de Valsalva provoca danos perineais frequentes e com grau de gravidade aumentados com maiores repercussões após o parto, como o aparecimento de incontinência urinária de esforço e fecal. A mesma prática associa-se a valores de Índice de Apgar mais baixos, nomeadamente no primeiro minuto, por isso, negativamente associada ao pH arterial umbilical. Há necessidade de serem realizados mais estudos que evidenciem os resultados maternos e fetais de acordo com a técnica de puxo materno em mulheres que optam pela analgesia epidural.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/9738
Designação: Mestrado em Enfermagem de Saúde Materna e Obstetrícia
Aparece nas colecções:ESEP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Implicações da MV so 2PTP-RIL HeloisaPacheco.pdfDocumento principal816,24 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.