Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/9516
Título: Contributo da visita domiciliária : perceção dos cuidadores informais dos doentes com demência de Alzheimer
Autor: Ferreira, Ana Lúcia
Palavras-chave: Saúde mental
Alzheimer
Cuidador informal
Enfermeiro
Data de Defesa: 2014
Resumo: A visita domiciliária (VD) reveste-se de grande importância enquanto modalidade de intervenção proporcionando os recursos que os cuidadores informais necessitam na prestação de cuidados ao doente com demência de Alzheimer (DA) e, simultaneamente, poderá contribuir para uma melhor qualidade no atendimento à díade cuidador/doente. Prestar cuidados ao doente com DA é um processo complexo, que envolve vivências e experiências responsáveis por alterações na saúde e bem-estar do cuidador informal. A finalidade do nosso estudo é conhecer a perceção dos cuidadores informais do doente com DA, sobre o contributo da VD realizada pelos enfermeiros, de forma a promover a otimização dos cuidados de enfermagem prestados. Pretendemos, deste modo, identificar as dificuldades do cuidador informal do doente com DA; descrever as estratégias utilizadas pelo cuidador informal para superar as dificuldades e descrever a perceção do cuidador acerca do contributo da VD, realizada pelos enfermeiros. Este estudo situa-se no paradigma de investigação qualitativa. O desenho é de caráter exploratório, descritivo e transversal. Participaram, neste estudo, dez cuidadores informais de doentes com DA pertencentes a uma Unidade de Saúde Familiar. A recolha de dados foi realizada durante o mês de Julho de 2013. Optámos como método de recolha de dados, a entrevista semi-estruturada, procedendo, posteriormente, à sua análise através da técnica de análise de conteúdo de Bardin. Foram respeitados os procedimentos éticos inerentes ao processo de investigação. Os resultados obtidos revelam que os cuidadores informais têm dificuldades no cuidado ao doente com DA, no que se refere à relação com o mesmo, à exigência física, à ausência de informação e à exigência psicológica. Referem utilizar como estratégias para superar as suas dificuldades o apoio familiar, os recursos pessoais, o apoio religioso, o apoio profissional, a procura de informação, as experiências vividas, as atividades recreativas e o apoio social. No que se refere ao contributo da VD, os cuidadores informais mencionam o apoio que lhes é prestado pelo enfermeiro, assim como ao doente, as competências profissionais deste profissional e o suporte XVI informativo sobre a DA e sua evolução. De igual modo, referem a necessidade destas visitas se efetuarem com maior frequência, de existirem mais enfermeiros a realizar as mesmas, assim como uma maior divulgação deste recurso.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/9516
Designação: Enfermagem de Saúde Mental e Psiquiatria
Aparece nas colecções:ESEP - Dissertações de Mestrado



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.