Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/9312
Título: Supervisão clínica em enfermagem : uma abordagem exploratória no contexto de uma UCI neurocríticos
Autor: Carvalho, Jacinta Marta
Palavras-chave: Supervisão Clínica em Enfermagem
UCI
Data de Defesa: 2012
Resumo: A Supervisão Clínica em Enfermagem (SCE) tem vindo a assumir um papel cada vez mais importante enquanto processo de promoção da qualidade e de desenvolvimento pessoal e profissional em contexto de trabalho. Associada aos processos de gestão da qualidade das instituições de saúde, o debate sobre a emergência da supervisão clínica integrada nas políticas organizacionais é importante para o seu desenvolvimento. O ponto de partida deste estudo baseia-se no reconhecimento da supervisão clínica como um processo formal e estruturado de suporte profissional, uma área ainda com desenvolvimento incipiente em Portugal. A investigação e reflexão efetuadas partem da questão: “Em que medida, na perspetiva dos enfermeiros, a Supervisão Clínica em Enfermagem pode suscitar ganhos para a qualidade e segurança das práticas clínicas dos enfermeiros da Unidade de Cuidados Intensivos Neurocríticos (UCIN)?”. Neste sentido, estabeleceram-se como objetivos do estudo: analisar a opinião dos enfermeiros sobre as representações de SCE no contexto da UCIN; identificar as funções da SCE que os enfermeiros da UCIN valorizam para a melhoria dos cuidados prestados e aumento da segurança dos doentes; identificar estratégias que potencializam ganhos para a prática clínica dos enfermeiros da UCIN e que sejam passíveis de incorporar uma estrutura local de SCE; indicar estratégias para a implementação de uma estrutura local de SCE. Trata-se de um estudo de natureza qualitativa. Os participantes do estudo foram dez enfermeiros do serviço de UCIN, com experiência profissional em cuidados intensivos superior a 5 anos. A colheita de dados foi feita através de uma entrevista semiestruturada, após a qual se procedeu à análise de conteúdo dos dados recolhidos. Da análise de conteúdo conclui-se que os entrevistados associam a SCE não só à dimensão da qualidade e segurança dos cuidados, concretizada através da prática reflexiva e da sistematização dos cuidados, mas também ao facto de corresponder a um processo formal que tem vindo a sofrer alterações relativamente à sua perceção concetual. Através do discurso dos entrevistados pode identificar-se alguma ambiguidade na distinção entre SCE e supervisão de estudantes. Salienta-se a relação entre a SCE e os ganhos na práticaclínica e na qualidade dos cuidados, através da melhoria de conhecimentos e competências, da sistematização dos cuidados, da redução do erro, do suporte, reflexão e feedback. Das funções da SCE reconhecidas, a função formativa foi considerada a mais importante no momento atual da UCIN. As estratégias de SCE e as características do supervisor identificadas possibilitam uma maior perceção dos conhecimentos dos entrevistados nesta área específica. As referências à estrutura e organização das sessões e às características destas, permite a identificação de como se deve estruturar a SCE. Desta forma, após a identificação dos dados fornecidos pelos entrevistados relativamente à organização, estrutura e benefícios que poderão advir da aplicação prática da SCE, considera-se que a estrutura local de SCE proposta neste estudo poderá concorrer para a melhoria dos cuidados e segurança na prática dos enfermeiros da UCIN. Palavras-Chave: Supervisão Clínica; Enfermagem; Supervisão Clínica em Enfermagem; UCI Neurocríticos.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/9312
Designação: Mestrado em Supervisão Clínica em Enfermagem
Aparece nas colecções:ESEP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Jacinta Carvalho - Dissertação de Mestrado.pdfDocumento principal1,38 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.