Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/9303
Título: Comportamentos de prevenção de doenças cardiovasculares : práticas dos adolescentes
Autor: Bessa, Cristina Raquel
Palavras-chave: Doença cardiovascular/Prevenção
Adolescentes
Data de Defesa: 2012
Resumo: As doenças cardiovasculares (DCV) são a principal causa de morte mundial. Normalmente, os seus fatores de risco mais importantes são o consumo de tabaco, de álcool, a alimentação não saudável e o sedentarismo. A adoção de estilos de vida que influenciam o aparecimento das DCV tem início na adolescência, sendo necessário o desenvolvimento de estratégias para promover a saúde e prevenir os comportamentos de risco neste período. Os objetivos deste estudo foram: caracterizar sócio-demograficamente os adolescentes do estudo; identificar os comportamentos adotados pelos adolescentes relacionados com a prevenção de DCV; conhecer a perceção que os adolescentes têm acerca dos seus comportamentos; analisar as relações existentes entre os comportamentos adotados pelos adolescentes (no âmbito do consumo de tabaco, de álcool, da alimentação e da prática de atividade física) e o género, a idade e a história familiar de DCV; analisar as relações existentes entre a perceção que os adolescentes têm acerca do seu consumo de tabaco, de álcool, da alimentação e da prática de atividade física e o tipo de comportamento adotado. Optou-se por um estudo descritivo-correlacional. A população foi constituída pelos adolescentes, com idade compreendida entre os 15 e os 17 anos, que frequentavam uma escola secundária do Concelho de Penafiel, no ano letivo 2010/2011. A amostra do estudo foi constituída por 306 adolescentes. Utilizou-se um questionário, com questões abertas e fechadas. A informação de tipo quantitativo foi trabalhada com apoio da estatística descritiva e inferencial e a XI 12 informação de caráter qualitativo foi tratada com base na técnica de análise de conteúdo de Bardin. Os resultados mostraram que a maioria dos inquiridos (97,1%;n=297) tem noção que é fundamental adotar comportamentos de prevenção de DCV. Constatou-se um comportamento de risco moderado na alimentação saudável e um comportamento protetor da saúde, no consumo de tabaco, de álcool, alimentação não saudável e prática de atividade física. Verificou-se diferença estatisticamente significativa entre o género e os comportamentos adotados pelos adolescentes relacionados com a prevenção de DCV em todas as dimensões consumo de tabaco (U=8590,0;p=0,003); consumo de álcool (U=7759,5;p <0,001); alimentação saudável (U=8867,5;p=0,029); alimentação não saudável (U=7224,5;p<0,001) e prática de atividade física (U=6814,5;p <0,001). Não se verificou correlação entre a idade e os comportamentos adotados pelos participantes relacionados com a prevenção de DCV. Constatou-se diferença estatisticamente significativa entre a existência de história familiar de DCV e os comportamentos adotados pelos adolescentes relacionados com a prevenção de DCV somente na alimentação não saudável (U=9230,5;p=0,005). Verificou-se apenas diferença estatisticamente significativa entre a perceção que os participantes têm do seu consumo de tabaco e de álcool e o tipo de comportamento adotado (U=1984,0;p<0,001;U=9292,0;p<0,001,respetivamente). Face a estes resultados, considera-se fundamental que os enfermeiros especialistas em Enfermagem Comunitária elaborem, implementem e avaliem programas educativos dirigidos a adolescentes em risco de DCV.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/9303
Designação: Mestrado em Enfermagem Comunitária
Aparece nas colecções:ESEP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao de Mestrado PDF.pdfDocumento principal866,73 kBAdobe PDFVer/Abrir    Acesso Restrito. Solicitar cópia ao autor!


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.