Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/9292
Título: Estudo das propriedades métricas da Empowerment Scale for Pregnant Women para o contexto português
Autor: Aires, Clara Maria
Palavras-chave: Escala de empowerment
Empowerment Scale for Pregnant Women
Cuidados de enfermagem
Data de Defesa: 2012
Resumo: Estudo das propriedades métricas da Empowerment Scale for Pregnant Women para o contexto português O empowerment da grávida é definido como “um sentido de autorealização e de independência, conquistado pela interação com o ambiente e com os outros indivíduos, conduzindo a um aumento da energia psicológica para a concretização da experiência de gravidez e parto desejada.” (Kameda & Shimada, 2008, p. 39). O presente estudo teve como objetivo a adaptação e validação para a população portuguesa da “Empowerment Scale for Pregnant Women” desenvolvida por Kameda e Shimada (2008), para avaliar o nível de empowerment da grávida numa perspetiva multidimensional centrada na responsabilidade e autonomia individuais para a autorrealização da sua própria saúde. Após a sua tradução e adaptação, o questionário foi aplicado a uma amostra de 166 grávidas. A Análise dos Componentes Principais respeitando a proposta de cinco fatores apresentada pelas autoras (autoeficácia, previsão do futuro, autoestima, apoio e segurança de outros e alegria pela inclusão de um novo membro na família) explica 50,76% da variância total. A escala mostrou uma boa consistência interna em todos os domínios (de 0,68 a 0,74) exceto a sub escala “alegria pela inclusão de um novo membro na família”. A subescala “autoeficácia” é aquela que melhor explica a variância total da escala (correlação de 0,83 com a escala total). A validade de critério foi verificada pela correlação moderada com a escala de empowerment de Rogers, Chamberlein, Ellison, Crean (1997), verificando-se também uma correlação moderada com a perceção do estado de saúde (validade convergente). Podemos assim considerar que a Escala de Empowerment da Grávida constitui um instrumento fiável, válido e adaptado para medir o empowerment das grávidas portuguesas, não dispensando no entanto, estudos complementares em que sejam novamente analisadas as propriedades psicométricas da escala.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/9292
Designação: Mestrado em Enfermagem de Saúde Materna e Obstetrícia
Aparece nas colecções:ESEP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
OUT_DISSERTAÇÃO_FINAL_Clara_ep3825.pdfDocumento principal1,53 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.