Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/9278
Título: Relatório de estágio do ensino da prática pedagógica supervisionada: Respeito pelas diferenças
Autor: Torneiro, Ana Sofia
Orientador: Mestre, Amélia
Jorge, José Reis
Palavras-chave: inclusão
respeito pelas diferenças
processo de ensino-aprendizagem
diferenciação pedagógica
aprendizagens significativas
Data de Defesa: 2013
Resumo: O presente relatório de estágio pretende retratar o percurso vivenciado, desde o início do ano letivo de 2012/2013, bem como descrever todo o processo de ensino-aprendizagem. Este relatório tem como base os princípios do Decreto-Lei nº 3/2008 de 7 de janeiro, em que a “(…) escola democrática e inclusiva, orientada para o sucesso educativo de todas as crianças e jovens” (p. 154). Deste modo, a EB1 e Pré-Escolar de Mira-Sintra mostra um universo onde estão todos incluídos, quer sejam crianças com desenvolvimento e competências adequadas à sua faixa etária, quer sejam crianças com Necessidades Educativas Especiais, (NEE). A escola deve adaptar-se a estes alunos de forma a existir uma harmonia entre todos, respeitando as suas diferenças tal como está descrito durante este relatório de estágio, e de forma a contribuir ativamente para promover uma educação com base sólida numa escola inclusiva com práticas de diferenciação pedagógica e deste modo incentivar para uma geração menos preconceituosa e vocacionada para a inclusão social na qual todos sem exceção contribuem à sua medida para uma melhor sociedade, tal como refere Stainback, S. e Stainback, W. (1999), “Quando existem programas adequados, a inclusão funciona para todos os alunos com e sem deficiências, em termos de atitudes positivas, mutuamente desenvolvidas, de ganhos nas habilidades acadêmicas e sociais e de preparação para a vida na comunidade” (p.22). Ao longo do período de estágio desenvolveu-se um ensino-aprendizagem apostado em desenvolver competências nas crianças para integrar numa sociedade mais inclusiva e respeitadora das diferenças, ou seja, uma sociedade em que os seus membros respeitem pessoas com NEE e diferentes etnias. De forma a realizar a área de intervenção prioritária desenvolveram-se algumas atividades entre as quais, “O Boneco das Diferenças”, a comemoração do “Dia da família” com jogos no exterior, teatro de fantoches, visita à Unidade de Multideficiência, entre outras. Inicialmente o grupo demonstrava-se bastante interessado e interventivo questionando a realidade que se passava à sua volta nomeadamente sobre a existência de crianças com NEE e crianças com diferentes hábitos culturais e etnias. Ao longo do percurso de ensino-aprendizagem no final foi possível verificar que o grupo e cada criança entendia que existiam pessoas com diferentes características e que estas pertenciam ao seu grupo e deveriam ser tratadas de igual forma, respeitadas e acarinhadas mostrando-se um grupo muito mais recetivo e inclusivo na aceitação das diferenças, sendo possível observar uma maior interação e de forma mais natural entre todas as crianças.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/9278
Designação: Mestrado para a Qualificação para a Docência em Educação Pré-Escolar
Aparece nas colecções:ISEC - EE - Mestrado em Educação Pré-Escolar

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
RELATÓRIO FINAL ENTREGUE (1) (1).pdf1,03 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.