Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/9065
Título: Representações sociais das parturientes sobre a intervenção do enfermeiro especialista em enfermagem de saúde materna e obstetrícia : a visibilidade dos cuidados
Autor: Castro, Rosa Sandra
Palavras-chave: Representação social
Identidade Socioprofissional
Imagem Social
Data de Defesa: 2011
Resumo: O passado histórico de enfermagem tinha a sua base na solidariedade humana, no senso comum, no misticismo e em crendices no seio da sociedade, que se expressava no acto instintivo de cuidar. Actualmente, esta profissão procura aprofundar seus aspectos científicos, tecnológicos e humanísticos em função da constante mutação dos conhecimentos, tendo como centro de suas actividades o acto de promover e cuidar da saúde. A profissão de enfermagem teve início através de conhecimento empírico, adquiriu suas bases científicas a partir do início do século passado e procura, desde então, livrar-se do estereótipo de profissão inferior, promovendo a visibilidade dos seus cuidados e o seu reconhecimento social. A parteira, agora designada enfermeira especialista em enfermagem de saúde materna e obstetrícia, sofreu grandes reconfigurações no espaço profissional ao longo dos tempos, que a obrigaram a ultrapassar grandes obstáculos que se colocaram ao seu desenvolvimento. Hoje, é consensual, que apesar de um percurso histórico cheio de dificuldades, com avanços e retrocessos, os enfermeiros especialistas em Enfermagem de Saúde Materna e Obstetrícia têm aquilo que é necessário para que no contexto da profissão sejam considerados profissionais com intervenções autónomas, bem como legitimidade para o exercício das suas funções. Mas, ao longo dos tempos, ocorreram transformações significativas, neste grupo profissional, que, de certa forma, interferiram com a autonomia do exercício destes profissionais. Os enfermeiros desenvolvem as suas funções em organizações complexas, como é o caso dos hospitais, e partilham cuidados com os restantes membros da equipa multidisciplinar, onde o exercício do poder pode sobressair influenciando a visibilidade de cuidados do EESMO na assistência ao trabalho de parto e nascimento. Assim, a presente investigação teve como principal finalidade, conhecer as representações sobre a intervenção do Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstetrícia no trabalho de parto e nascimento, a partir das mulheres. X Adoptamos a metodologia de carácter exploratório descritivo, de natureza qualitativa com o objectivo de responder às seguintes questões de investigação: “Quais as representações das mulheres acerca das intervenções do Enfermeiro Especialista em Saúde Materna e Obstétrica durante o trabalho de parto e nascimento?”; “Que visibilidade social tem o EESMO na óptica das mulheres?” Participaram nesta investigação sete puérperas, cujo parto foi realizado pelo EESMO, seleccionadas por um processo de amostragem por conveniência e que obedeciam aos critérios de inclusão estabelecidos anteriormente. Os dados foram obtidos através da realização de entrevistas semi-estruturadas e para a análise das entrevistas utilizou-se a técnica de análise de conteúdo segundo Bardin. Conclui-se que a falta de identificação dos profissionais na assistência ao processo de trabalho de parto e nascimento, influencia a visibilidade dos profissionais EESMO na prática das suas actividades autónomas e proporciona um certo desconhecimento da especialidade para a maioria das inquiridas. A conquista plena do reconhecimento e valorização da profissão de enfermagem e nomeadamente a especialização em enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica, obriga os EESMO a reflectir sobre o seu desempenho e desenvolver estratégias de mudança que os vão qualificar e valorizar, fundamentando assim a autonomia e identidade profissional pretendida.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/9065
Designação: Mestrado em Enfermagem de Saúde Materna e Obstetrícia
Aparece nas colecções:ESEP - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tese definitiva.pdfDocumento principal811,57 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.