Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/8333
Título: Núcleos de programas especiais: Que modelo?
Autor: Machado, Sónia
Palavras-chave: Proximidade
Policiamento de proximidade
Parcerias
Núcleos de programas especiais
Data: 1-Ago-2011
Editora: Academia Militar. Direção de Ensino
Resumo: O presente trabalho cinge-se ao tema "Núcleos de Programas Especiais: Que modelo?". A evolução da sociedade levou a que estas se tornassem cada vez mais exigentes para com as entidades que lhes prestam serviços, inclusive as Forças de Segurança. Ao serem abordados em profundidade os Núcleos de Programas Especiais, é importante referir que é através destes que a Guarda Nacional Republicana adoptou e põe em prática a nova filosofia de policiamento, denominado de policiamento de proximidade e segurança comunitária. Os principais objectivos deste trabalho são perceber o funcionamento, a constituição e as limitações do trabalho desenvolvido por estas equipas no seio dos grupos mais fragilizados. O presente trabalho encontra-se dividido em duas partes fundamentais. Na primeira efectuase o enquadramento teórico, abordando os conceitos de proximidade, policiamento de proximidade e a necessidade de estabelecer parcerias. Na segunda parte, encontra-se o estudo de caso, a análise e discussão dos resultados obtidos com o trabalho de campo, as conclusões e as recomendações. Quanto à metodologia utilizada recorreu-se à análise documental e à aplicação de inquéritos por entrevistas e questionário a uma amostra de 54 militares dos quais, 20 Comandantes Destacamento Territorial e 34 dos Núcleos de Programas Especiais. No final deste trabalho concluiu-se que a maior lacuna existente no actual modelo reside,essencialmente, na falta de formação e de meios materiais e humanos. Uma vez verificadas e colmatadas estas falhas, a Guarda Nacional Republicana conseguiria atingir um mo delo ideal para a actuação dos Núcleos de Programas Especiais.
Abstract This work focuses on the topic "Special Programs Cores: Which model?". The evolution of societies has meant that they have become more demanding with the entities that serve them, including the Security Forces. As we thoroughly addre ss the Special Programs Cores, it is important to note that they have been adopted by the National Guard to put into practice the new philosophy of policing, known as community policing and community safety. The main objectives of this work are to understand the operation, the composition and the limitations of the work of these teams within the most vulnerable groups. This work is divided into two main parts. In the first, the theoretical framework is carried out, addressing the concepts of proximity policing and the need to establish partnerships. In the second part we have the case-study, analysis and discussion of results obtained with the field work, conclusions and recommendations. As for the methodology we used to document analysis and the application of interviews and questionnaire surveys a sample of the 54 soldiers of which 20 and 34 Detachment Commanders of Special Programs Cores. At the end of this study concluded that the largest gap in the current model is essentially a lack of training and lack of material and human resources. Once checked and remedied these flaws, the National Guard would achieve an ideal model for the operation of S pecial Programs Cores.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/8333
Aparece nas colecções:AM - CM - VS - Trabalho de Investigação Aplicada (TIA) - Mestrado Integrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
INF-630-Machado.pdf1,81 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.