Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/8313
Título: Analisi tafonomica dei resti paleontologici dell' US 14 della grotta della Ciota Ciara (Paleolitico Medio) Borgosesia, VC, Italia
Autor: Buccheri, Fabio
Orientador: Arzarello, Marta
Cáceres, Isabel
Bertè, Davide
Palavras-chave: Gruta de Ciota Ciara
Monte Fenera
Itália
Data de Defesa: Set-2014
Resumo: A Gruta de Ciota Ciara está localizada no sistema cársico do Monte Fenera (Borgosesia, Vercelli) a 670 mt. s.l.m. sendo uma das poucas evidências de ocupação pré-histórica do Piemonte pelo Homo Neanderthalensis. Desde dos anos de 2009, as intervenções sistemáticas de escavação com uma abordagem multidisciplinar são levadas a cabo pela Universidade de Ferrara, em colaboração com a Superintendência Arqueológica do Piemonte e do Museu de Antiguidades Egípcias. A investigação concentrou-se no átrio da gruta onde foram expostas quatro unidades estratigráficas: 13; 103; 14 e 15. Neste contexto a associação de pequenos mamíferos forneceu informações sobre o ambiente que circundava o sítio e possibilitou a atribuição para um período de clima temperado-húmido de MIS 5 (80-70 ka). Foram encontradas diferentes matériasprimas representadas em diversas proporções: quartzo (pegmatitico microcristalina, microcristalina pegmatitico, hialina), spongolite, arenito, milonito e opala; sendo todas as matérias-primas disponíveis em um raio de 5 km do local. O complexo lítico é composto de lascas, instrumento retocados, núcleos e debris; a percussão direta é a única técnica empregada, no entanto, os métodos empregados em Ciota Ciara são SSDA, o discóide, o Levallois e kombewa. O conjunto de restos faunísticos estudados até agora mostraram uma predominância de Ursus spelaeus em todas as unidades, enquanto que um aumento na componente esquelético de herbívoros é atestado do teto à base da jazida. O ambiente foi caracterizado por florestas estacionais deciduais e, provavelmente, na base das montanhas clareiras alongadas. A interseção entre os diferentes habitats, a presença de matérias-primas líticas e fontes de água foram os principais fatores que favoreceram a ocupação humana durante o Pleistoceno Superior. No âmbito deste trabalho foi realizado um estudo preliminar tafonômico de 1144 restos proveniente da US 14 que há evidenciado uma forte intervenção de carnívoros, diferentes processos de diagêneses e sinais de bate de Ursus spelaeus, cuja evidência pode estar relacionada tratamento da pele e consumo de massa muscular. Os dados de 6 futuros estudos tafonômicos de Ciota Ciara podem ajudar a esclarecer as interações entre o Homo neanderthaliensis e Ursus spelaeus.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/8313
Designação: Mestrado em Arqueologia Pré-Histórica e Arte Rupestre
Aparece nas colecções:IPT - ESTT - Dissertações de Mestrado ou Doutoramento

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESI MASTER 2014 ANALISI TAFONOMICA US 14 CIOTA CIARA.pdf4,56 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.