Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/7591
Título: Revestimento em magnésio ultra puro e na liga AZ31 biodegradáveis
Outros títulos: funcionalização com nanopartículas de hidroxiapatite e grafeno
Autor: Piedade, Cátia
Orientador: Carmezim, Maria João
Santos, Catarina Ferreira dos
Palavras-chave: Magnésio ultra puro
Liga de magnésio AZ31
Degradação
Revestimento
Fosfato
Óxido de grafeno
Nanopartículas de hidroxiapatite
MEB
Data de Defesa: Nov-2014
Resumo: O magnésio e as suas ligas são materiais metálicos interessantes para utilização em implantes médicos devido a possuírem características como baixa densidade, módulo de elasticidade próximo do osso e principalmente à sua capacidade de biodegradação. O objetivo deste trabalho consistiu, assim, em desenvolver um novo revestimento osteoindutor e biocompatível para melhorar o comportamento deste material, permitindo a sua utilização em implantes médicos biodegradáveis. De modo a promover a proliferação celular e controlar a taxa de corrosão do implante efetuou-se, pelos processos de eletrodeposição/eletroforese, a passivação da superfície criando um revestimento à base de fosfato de composição química semelhante à do osso. Além disso, funcionalizou-se a superfície com incorporação de hidroxiapatite e grafeno para diminuir a taxa de degradação do implante biodegradável. Os revestimentos desenvolvidos foram caracterizados quanto à sua morfologia e composição química por SEM (Microscopia eletrónica de varrimento), EDS (Espetroscopia de Energia Dispersiva) e Espectroscopia de Raman e submetidos a testes de molhabilidade e degradação em condições fisiológicas. Os revestimentos apresentam uma morfologia acicular, tridimensional e arbórea e são constituídos por fosfato, hidroxiapatite e óxido de grafeno. Verificou-se também que os revestimentos tornaram a superfície mais hidrofilica e que a taxa de degradação do Mg ultra puro e da liga AZ31 diminui. A formação destas superfícies temporárias (revestimentos) em substratos de Mg revela-se muito útil clinicamente nomeadamente para aplicação em implantes pois não apresenta efeitos clínicos adversos e evita a realização de uma segunda cirurgia.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Engenharia Biomédica- Desporto e Reabilitação
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/7591
Aparece nas colecções:IPS - ESTS - MEDIATECA - Dissertações de mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação de mestrado final_CátiaPiedade_MEBDR.pdf3,34 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.