Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/7531
Título: A Cooperação Técnico Militar no apoio à organização e funcionamento da Academia Militar em Angola. O Papel dos Oficiais Portugueses
Autor: Ribeiro, Nuno
Palavras-chave: Academia Militar
Angola
Cooperação Técnico-Militar
Exército
Forças Armadas Angolanas
Data: 1-Set-2013
Editora: Academia Militar. Direção de Ensino
Resumo: O presente Trabalho de Investigação Aplicada está subordinado ao tema “A Cooperação Técnico-Militar no apoio à organização e funcionamento da Academia Militar em Angola: O Papel dos Oficiais Portugueses”. Com esta investigação pretende-se estudar a contribuição dos oficiais portugueses na Cooperação Técnico-Militar LusoAngolana, nomeadamente na criação da Academia Militar do Exército em Angola. A Cooperação Técnico-Militar desempenha um papel determinante na imagem e prestígio das Forças Armadas perante os países com quem Portugal possui ligações políticas, e contribui para a paz e desenvolvimento global. Desta forma o pedido feito por Angola para auxiliar na criação de uma Academia Militar, incluía-se nas missões e incumbências do Exército Português, e foi de bom grado que Portugal elaborou um Projeto para a criação da mesma. Neste trabalho procurou-se realçar o papel dos oficiais portugueses integrados neste Projeto, que se deslocaram para Angola para, conjuntamente com os oficiais angolanos e com o governo local estabelecer os objetivos a serem alcançados. Estes objetivos visavam a criação de uma Academia Militar em Angola, seguindo os moldes da Academia Militar de Portugal, uma vez que é uma referência pela língua bem como pela experiência e pelos mais de 175 anos de existência. Este Trabalho de Investigação Aplicada é composto por cinco capítulos esquematizados de forma coerente. No primeiro é feito um enquadramento teórico e conceptual para entendimento do âmbito do estudo. No segundo é feita uma revisão de literatura para entender melhor o que é a Cooperação Técnico-Militar, a sua evolução e estudar mais especificamente o caso de Angola. No terceiro é apresentada a metodologia usada no trabalho. No quarto é feita apresentação dos dados recolhidos, uma análise e uma discussão dos mesmos. As conclusões e recomendações futuras são exaradas no derradeiro capítulo. Para chegar a conclusões procedeu-se à análise das entrevistas realizadas e dos relatórios oriundos dos oficiais inseridos no Projeto. A epopeia da Academia Militar do Exército começou em Luanda e, continuou no Lobito, espera-se, que se instale definitivamente na cidade do Huambo. Com exceção do Instituto Superior Técnico-Militar, a Academia Militar do Exército é a única unidade do Exército que forma oficiais para o Quadro Permanente, com cursos de licenciatura de cinco anos, tendo ainda para os oficiais do Serviço Militar Obrigatório, cursos que classificam de médios, com um tempo entre um e dois anos, e cursos de oficiais oriundos de sargentos, onde são selecionados os melhores sargentos, que se encontram dentro do perfil requerido. No Huambo nascerá também o Instituto Superior do Exército. Mas enquanto não existir uma Academia Militar, destinada à formação dos oficiais do quadro permanente, não poderão garantir uniformidade de pensamento, de doutrina e de procedimentos, que muito facilitarão o cumprimento da sua missão, enquanto garantia da independência da nação e importante contribuinte para o desenvolvimento do país, concorrendo também como fator de coesão nacional. O papel dos oficiais portugueses tem então como objetivo geral o apoio conceptual, organizativo e pedagógico à criação e funcionamento da Academia Militar do Exército.
Abstract This work is Applied Research entitled "The Military-Technical Cooperation in supporting the organization and functioning of the Military Academy in Angola: The Role of Portuguese Officer". This investigation is aimed to study the contribution of the Portuguese officers in Military-Technical Cooperation Luso-Angolan, particularly in the creation of the Military Academy of the Army in Angola. The Military-Technical Cooperation plays a decisive role in the image and prestige of the armed forces to the countries with which Portugal has political connections, and contributes to global peace and development. Thus the claim made by Angola to assist in the creation of a military academy, is included in the missions and tasks of the Portuguese Army, and was gladly Portugal has developed a project for the creation of it. In this study we sought to emphasize the role of Portuguese officers integrated into this project, who moved to Angola, together with Angolan officials and local government establish the objectives to be achieved. These goals were aimed at creating a military academy in Angola, following the mold of the Military Academy of Portugal. This Applied Research Work consists of five chapters outlined coherently. The first is made a theoretical and conceptual framework for understanding the scope of the study. The second is made a literature review to better understand what is the Military-Technical Cooperation, it’s evolution and study more specifically the case of Angola. The third methodology is presented in the work. In the fourth presentation is made of the data collected, an analysis and discussion of them. The conclusions and future recommendations are printed in the final chapter. To reach conclusions proceeded to the analysis of the interviews and the reports coming from the officers entered the Project. Epic Military Academy Army began in Luanda and Lobito continued, hopefully, that definitely install in Huambo. With the exception of the Military Technical Institute, Military Academy of the Army is the only army unit officers how to frame Standing with undergraduate programs of 5 years, and yet for the officers of Compulsory Military Service courses that qualify for average, with a time between one and two years, and courses for officers from sergeants, where the best are selected sergeants, who are within the required profile. Also born in Huambo is Army Superior Institute. But while there is no Military Academy, for the training of officers of the permanent, cannot ensure uniformity of thought, doctrine and procedures, which greatly facilitate the fulfillment of its mission, while ensuring the independence of the nation and an important contributor to the development of the country, running also as a factor of national cohesion. The role of the Portuguese officers then has as general objective the support conceptual, organizational and teaching to the creation and operation of the Military Academy of the Army.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/7531
Aparece nas colecções:AM - CM - OM - Trabalho de Investigação Aplicada (TIA) - Mestrado Integrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Asp Inf Nuno Filipe Lopes Ribeiro.pdf930,74 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.