Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/7500
Título: Caracterização dos comportamentos de Liderança e dos Conflitos na Brigada Mecanizada do Exército Português
Autor: Tavares, Marco
Palavras-chave: Comportamentos de Liderança
conflitos comportamentais
Brigada Mecanizada
contexto militar
Data: 1-Jul-2014
Editora: Academia Militar. Direção de Ensino
Resumo: O presente Trabalho de Investigação Aplicado incide sobre “Caracterização dos Comportamentos de Liderança e dos Conflitos na Brigada Mecanizada do Exército Português”, sendo que o objetivo geral é o de identificar os comportamentos de liderança que medeiam a gestão dos conflitos comportamentais. Para o estudo foram inquiridos 332 militares da Brigada Mecanizada, onde se inserem-se as seguintes categorias: Capitães, Oficiais Subalternos, Sargentos e Praças. Aplicaram-se os questionários de competências de liderança e o de estilos de gestão de conflitos. Com base nas respostas obtidas nos inquéritos, efetuou- -se o tratamento e a análise estatística com recurso ao programa estatístico, Statiscal Package for Social Sciences (SPSS). Da análise foi possível averiguar que os comportamentos de liderança mais notórios na mediação dos conflitos são: a capacidade para motivar através do exemplo, criar o sentimento de relevância e importância dentro do grupo, reconhecimento de um bom desempenho, a capacidade de antever situações de difícil previsão e de tomarem decisões com coragem e confiança, o facto de possuírem a capacidade de desenvolver nos subordinados um sentimento de união e espírito de corpo; Os Oficiais Subalternos Comandantes, agem como mediador e não como adversário, e procuram apoiar os seus subordinados, na execução das suas tarefas, sem lhes remover a responsabilidade, bem como a procura do entendimento das necessidades, a capacidade para adequar os recursos disponíveis ao cumprimento de objetivos e a capacidade para desenvolver nos subordinados o sentimento de união e o espirito de corpo através de uma comunicação aberta são um conjunto de comportamentos que concorrem para um aumento da colaboração entre os elementos. Quanto aos conflitos ao nível intrapessoal o principal fator é o não funcionamento da hierarquia, a qual deve ser respeitada e serve para transmitir a informação, tanto de cima para baixo, como de baixo para cima. Ao nível interpessoal os principais fatores que originam conflitos são as necessidades não satisfeitas, onde existem Unidades em que os militares não sentem as suas necessidades satisfeitas, e sentem também que não têm o que precisam para exercer as suas funções; o critério de desempenho e recompensas em que os militares não se sentem devidamente valorizados pelo seu desempenho. Conclui-se que deve existir uma troca de informações de uma maneira aberta e honesta entre as partes. Os assuntos devem ser discutidos e resolvidos sendo vantajoso para a organização manter uma ligeira intensidade de conflito, na medida em que este é impulsionador do pensamento inovador e do desenvolvimento organizacional.
Abstract This work focuses on Applied Research "Characterization of Leadership Behaviors and Conflict in the Portuguese Army Mechanised Brigade", with the overall goal to identify leadership behaviors that mediate behavioral management of conflicts. For the study were surveyed 332 military of the Mechanised Brigade, which includes the following categories: Captains, Junior Officers, Sergeants and Privates. . We used the questionnaire of leadership skills and styles of conflict management. Based on responses to surveys carried out by treatment and statistical analysis using the statistical program, Statiscal Package for Social Sciences. From the analysis was possible to verify that the behavior of most notorious lead in mediation of conflicts are: the ability to motivate by example, creating the feeling of relevance and importance within the group, recognition for good performance, the ability to anticipate difficult situations forecast and make decisions with courage and confidence, that they possess the ability to develop subordinates in a sense of unity and spirit; Junior Officer Commanders, act as a mediator and not as an adversary, and seek to support their subordinates in carrying out their tasks without removing them responsibility, as well as searching for understanding of the needs, the ability to tailor the resources available to fulfill of goals and the ability to develop subordinates in the sense of togetherness and spirit body through open communication are a set of behaviors that contribute to an increased collaboration between the elements. As for the intrapersonal level conflicts the main factor is the non-functioning of the hierarchy, which must be respected and serves to convey information both up and down, as upwards. At the interpersonal level the main factors that cause conflicts are unmet needs where there are units in the military do not feel your needs met, and also feel they do not have what they need to perform their duties; the performance criterion and rewards in the military does not feel properly valued for their performance. It follows that there must be an exchange of information in an open and honest manner between the parties. The issues should be discussed and resolved and that it is advantageous for the organization to maintain a light intensity of conflict, to the extent that this is booster innovative thinking and organizational development.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/7500
Aparece nas colecções:AM - CS - EGARH - Trabalho de Investigação Aplicada (TIA) - Mestrado Integrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
EXE INF 586 Marco Tavares.pdf1,89 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.