Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/7415
Título: As relações entre Portugal e a OTAN no período de 1947 a 1960
Autor: Almeida, Cristiano
Palavras-chave: Estado
Sistema Internacional
OTAN
Relações Internacionais
Política de Defesa Nacional
Data: 1-Jul-2014
Editora: Academia Militar. Direção de Ensino
Resumo: No período pós-II Guerra Mundial, Portugal encontra-se num impasse relativamente à sua Política de Defesa Nacional, e nesse contexto, importa perceber: “Quais foram as implicações da entrada de Portugal na OTAN, quanto à sua Política de Defesa Nacional?” Pretende-se, com esta questão, uma comparação da Política de Defesa Nacional do Estado português, nos períodos anterior e posterior à assinatura do Tratado do Atlântico Norte. Essa situação surge em consequência do desaparecimento do Sistema Internacional conhecido até à II Guerra Mundial. Por sua vez, no âmbito das relações internacionais, nomeadamente entre os Estados Ocidentais e os do Leste da Europa – que acabam por formar dois blocos – leva a que a Europa se encontre numa situação sem precedentes, em que o seu poder central move-se para a URSS, sendo que os restantes países europeus se encontram demasiado fustigados pela guerra para responder a tal facto. Assim sendo, recorrendo a uma análise documental, reforçada com a elaboração de entrevistas exploratórias e semidiretas a três personalidades de elevado conhecimento na temática e de consagrada notoriedade na área em estudo – Professores Doutores António José Telo, Nuno Severiano Teixeira e Coronel (Doutor) Nuno Lemos Pires – foi possivel elevar a investigação a um patamar mais audacioso, conferindo às conclusões uma maior solidez. Uma vez que o presente estudo pretende uma abordagem qualitativa baseada numa metodologia hipotético-dedutiva e descritiva, mais concretamente um estudo de caso, pôde-se epilogar que a OTAN se revelou uma enorme mais-valia para a Política de Defesa Nacional portuguesa num período onde as soluções eram praticamente inexistentes e que um dos aspetos que consubstancia a integração de Portugal na Organização é, efetivamente, a enorme importância geostratégica e geopolítica dos Açores e do triângulo estratégico português, que acabam por demonstrar o imenso poder funcional português.
Abstract In the post-II world war period, Portugal finds itself deadlocked about its National Defence Policy, and in this context, is important to understand: “What were the implications of the entry of Portugal to NATO in terms of his National Defence Policy?” Intended it is with this question, to produce a comparison of the National Defence Politic Portuguese State, before and after signing of the North Atlantic Treaty. That situation arises in consequence of the disappearance of the International System known until the II World War. Regarding that, in the context of international relations, particularly between the Western States and the Eastern european States – which culminated in the establishment of two colligations – leads Europe to an unprecedented situation in itshistory, in which its central power moved to USSR, and other european States are too buffeted to respond to that fact. In that way, using a documental analysis, which was reinforced with the execution of semi direct and explorative interviews to three entities with high knowledge and distinct reputation about the thematic – Professors Doctors António José Telo, Nuno Severiano Teixeira and the Coronel (Doctor) Nuno Lemos Pires – it was possible to raise the investigation to an audaciously level, giving greater strength to the conclusions. Therefore, the present investigation aims a qualitative approach based on a methodology hypothetic-deductive and descriptive, methodology, sustained in a study case. In that way, we can epilogue that NATO revealed itself very important to the Portuguese National Defence Policy, in one period which Portugal didn´t have solutions and the most important desideratum to America regarding Portugal integration in the Organisation was an immense importance geostrategic and geopolitics of Azores and the strategic Portuguese triangle, which ending to prove the huge functional power of Portugal.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/7415
Aparece nas colecções:AM - CS - CPRI - Trabalho de Investigação Aplicada (TIA) - Mestrado Integrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ART 210 Cristiano Almeida.pdf1,65 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.