Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/7080
Título: Determinantes do Marketing Experiencial
Outros títulos: Uma análise do City Breaks em Lisboa
Autor: Pratas, Catarina
Orientador: Dias, Álvaro
Patuleia, Mafalda
Palavras-chave: Marketing Experiencial
Economia das Experiências
Experiências Turísticas
City Breaks
Data de Defesa: 13-Jan-2014
Resumo: Pine e Gilmore (1998), considerando que os consumidores da atualidade procuram por experiências extraordinárias e memoráveis, definiram o conceito da Economia das Experiências. A partir desta altura vários estudos e aplicações têm sido desenvolvidos aplicando este novo conceito. Tendo em conta esta nova fase da economia, também o marketing sentiu necessidade de evoluir, dando início à era do Marketing Experiencial, cujo seu principal pilar assenta nas vivências reais de experiências por parte do consumidor. O turismo é um dos setores de atividade que mais tem impulsionado a aplicação deste novo marketing, uma vez que as viagens turísticas podem proporcionar a vivência de uma grande variedade de experiências memoráveis, que vão de encontro aos desejos e necessidades dos turistas da atualidade. O presente trabalho pretende avaliar as relações entre as experiências do Turismo de City Breaks e a satisfação dos turistas com as mesmas. Para isso, o estudo foi desenvolvido, tendo como base a escala definida por Oh et al. (2007), para medir o conceito de economia das experiências aplicada ao setor do turismo.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/7080
Designação: Mestrado em Marketing
Aparece nas colecções:ISG - Dissertações de Mestrado em Marketing

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação_Catarina_Pratas.pdfDissertação2,77 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.