Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/6949
Título: A criação de um serviço de apoio domiciliário no combate ao retraimento social dos mais velhos
Autor: Ferreira, Raquel Sofia Leite Marinho
Palavras-chave: Serviço de apoio domiciliário
Pessoas idosas
Data de Defesa: Jul-2014
Resumo: A prestação de cuidados no domicílio tem-se revelado uma aposta em ascensão ao nível das políticas sociais dirigidas à população idosa. Num território onde se pretende criar o Serviço de Apoio Domiciliário, torna-se pertinente refletir sobre a importância que lhe atribuem os idosos, seus potenciais utilizadores, pensando na satisfação das suas necessidades. É crucial ter uma perceção adequada das reais necessidades dos idosos que consideramos não estarem confinadas àquelas que permitem manter a sua vida biológica. As questões que se prendem diretamente com a perspetivação do Serviço de Apoio Domiciliário, obrigam-nos também a compreender a dimensão de fenómenos sociais como o isolamento, a solidão e o retraimento dos indivíduos nos seus domicílios. Conhecer a origem destes fenómenos e perceber como interferem no quotidiano de vida dos indivíduos, constitui uma mais-valia na estruturação de uma resposta social com um lado inovador. Neste projeto o objetivo de estender esta resposta a outros domínios da vida dos indivíduos, potenciando sobretudo a sua rede de relacionamento social e a sua participação ativa na sociedade, assume centralidade. Ter conhecimento das condições em que os idosos vivem, que tipo de retaguarda familiar possuem, os seus recursos económicos, os modos de viver a reforma e as suas representações e expectativas em matéria de equipamentos para idosos, são algumas questões às quais pretendemos dar resposta. Os resultados que ressaltam deste estudo revelam-se importantes para delinear novas intervenções ao nível do Serviço de Apoio Domiciliário. Determinam, sobretudo, implicações práticas, particularmente no âmbito da intervenção junto das famílias e comunidade. A informação recolhida junto de 200 indivíduos com 75 ou mais anos de idade com o recurso a um inquérito, permitiu perceber que os idosos residentes nas três freguesias selecionadas do concelho - Fornos, São Nicolau e Tuías – em que uma percentagem significativa está objetivamente isolada (21% dos indivíduos vive só) na sequência da sua condição de viuvez (sendo que da população inquirida 43% são viúvos) – pretendem permanecer nos seus domicílios ou nos dos seus familiares (perfazendo 47%), podendo contar com cuidados profissionalizados de uma estrutura de Apoio Domiciliário que preste serviços mais diversificados
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/6949
Designação: Mestrado em Gerontologia Social
Aparece nas colecções:ISSSP - Dissertações de mestrado em Gerontologia Social

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação em PDF.pdf1,69 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.