Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/6947
Título: Reserva Táctica - Conceito de Emprego
Autor: Vieira, José
Palavras-chave: Reserva Táctica
Conceito de Emprego
Organização
Aprontamento
Treino Operacional
Data: 1-Ago-2009
Editora: Academia Militar. Direção de Ensino
Resumo: O presente trabalho subordina-se ao tema “Reserva Táctica – Conceito de Emprego”, e tem como intuito enunciar um conjunto de princípios a tomar na elaboração do treino operacional, abordando ainda uma eventual reorganização das forças, que cumprem a missão de Reserva Táctica no Kosovo. O trabalho divide-se em duas partes fundamentais. Na primeira parte efectua -se uma abordagem teórica ao tema, na qual refere o conceito de reserva táctica da Organização do Tratado do Atlântico Norte, posteriormente uma análise específica ao teatro de operações do Kosovo no qual sobressai o conceito de emprego da reserva táctica e finalmente aborda se a organização e o treino operacional das forças que se destinam ao teatro de operações do Kosovo. Na segunda parte através da metodologia utilizada, são analisadas as Entrevistas e efectuada a discussão de resultados referente ao trabalho de campo desenvolvido, após o que são consumadas algumas conclusões e recomendações. A metodologia da parte teórica baseia-se na análise da bibliografia existente, assim como a informações obtidas através das conversas informais. Na parte prática, realizam -se Entrevistas semi-directivas a um conjunto de comandantes das forças nacionais destacadas , projectadas para o teatro de operações do Kosovo, em função da sua experiência e à actualidade da sua missão. Os conceitos expostos são correlacionados com a análise qualitativa dos resultados obtidos nas Entrevistas. Conclui-se que a reserva táctica é fundamentalmente uma força de reacção rápida que, através da sua elevada capacidade de reagir rapidamente face a uma deterioração da situação, destina-se a dar flexibilidade ao comandante da Kosovo Force. Considera-se que, apesar da força estar relativamente bem organizada para o cumprimento da missão, o Pelotão de Morteiros que enquanto tal não tem qualquer utilidade, poderia ser substituído por um Pelotão de Reconhecimento, que se tornaria numa mais-valia no cumprimento da missão. No que concerne ao treino operacional da força, este deverá ter por base um treino integrado, progredindo de sde o nível individual até ao escalão Batalhão, devendo treinar-se tarefas no âmbito convencional e no âmbito das operações de apoio à paz. Um requisito, que não é propriamente um tipo de operação característica do Exército, é o Controlo de Tumultos, esta tarefa motivada por aspectos logísticos, não permite a preparação da força transversalmente ao treino operacional, como tal aconselha -se dedicar um período do aprontamento ao treino destas operações, permitindo a concentração de meios de forma a permitir dar um salto qualitativo neste âmbito.
Abstract The present paper is subordinated to the theme “Tactical Reserve – Employment Concept”, and its intent is to enunciate a group of principles to take in the elaboration of the Operational Training, still approaching an eventual force reorganization, that accomplish the mission of Tactical Reserve in Kosovo. This paper is divided into two fundamental parts. In the first part takes place a theoretical approach to the theme, in wish refer to the tactical reserve concept of the North Atlantic Treaty Organization, posteriorly a specific analysis to the Kosovo operations theatre, in wish stands out the tactical reserv e employment concept and finally approaches the organization and the Operational training of the forces that are destined to the Kosovo operations theatre. At the second part through the used methodology, are analyzed the Interviews and executed the results discussion regards to the developed field work, after what is consummate some conclusions and recommendations. The methodology of the theoretical part bases on the analysis of the existent bibliography, as well as the information obtained through the inf ormal conversations. In the practical part, takes place semi-arranged Interviews to a group of commanders of the deployed national forces, into the Kosovo operations theatre, in function of their experience and the actuality of their mission. The exposed concepts are correlated with the qualitative analysis of the results obtained in the Interviews. It’s deducted that the tactical reserve is, essentially a quick reaction force that through his high capacity of rapid response to a situation deterioration, that is intent is to give flexibility to the Kosovo force commander. It is considered that, although the force is relatively well organized for the mission accomplishment, the Mortar Platoon that while such it hasn’t any utility, that if it would be replaced by a Recon Platoon, that would turn into a surplus value to the mission accomplishment. In what concerns to the force operational training, it should have for base an integrated training, progressing from the individual level until the Battalion echelon, the train must integrate tasks in the conventional scope and in the peace support operations scope. A requirement, that it isn’t properly an army characteristic type of operation, is the crowd and riot control, this task driven for logistics aspects, doesn’t permit the transversal force preparation to the operational training, therefore it’s advised to dedicate an operational training period to the training of these operations, allowing the means concentration to allow a qualitative increase on this scope.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/6947
Aparece nas colecções:AM - CM - OM - Trabalho de Investigação Aplicada (TIA) - Mestrado Integrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Reserva_T...pdf783,66 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.