Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/6800
Título: As Unidades Militares da Praça de Almeida entre 1642 e 1927: A Defesa Territorial na Fronteira da Beira
Autor: Assunção, José
Palavras-chave: Defesa Territorial
Emprego Operacional
Praça de Almeida
Reorganizações Militares
Tipologia de Forças
Data: 1-Set-2014
Editora: Academia Militar. Direção de Ensino
Resumo: O presente trabalho é subordinado ao tema: “As Unidades Militares da Praça de Almeida entre 1642 e 1927: A Defesa Territorial na Fronteira da Beira”. A Praça de Almeida teve, desde a criação de Portugal, responsabilidades na Defesa Territorial do País, sendo alvo de disputas e confrontos em diversos episódios, cada um deles ilustrando a importância da Praça e como a sua capitulação podia alterar o desenrolar dos acontecimentos a nível nacional. Analisou-se o papel de Almeida na Defesa Territorial na Fronteira da Beira a partir da tipologia, orgânica e emprego operacional das forças que guarneciam a Praça desde a criação do Exército Permanente no século XVII. Incidiu-se especialmente nos períodos em que Almeida esteve empenhada contra exércitos invasores, nomeadamente na Guerra da Restauração, Guerra Fantástica e Guerra Peninsular. Incidiu-se também nos confrontos durante as Lutas Liberais e na Revolta de Torres Novas em 1844, que culminou num cerco a Almeida de mês e meio. Partindo das principais reorganizações militares viu-se como estas se refletiram na Praça e como as missões das suas guarnições se adaptaram ao longo dos tempos à Defesa Territorial do País. Concluiu-se neste trabalho o porquê de a Praça de Almeida ter perdido o seu valor militar e a forma como isso aconteceu. Abstract This work is relative to the theme: "The Military Units of the Plaza of Almeida between 1642 and 1927: The Territorial Defense in the Beira Frontier". Since the rising of Portugal that the Plaza of Almeida had responsibilities in the Territorial Defense of the country, being the target of disputes and clashes in several episodes, each one illustrating the importance of the Square and the consequences of its capitulation in the course of events nationwide. The role of Almeida in the Territorial Defense of Beira’s Frontier was analyzed by the type, size and operational employment of forces that lined the Square since its creation on the first standing army in the seventeenth century. The investigation is focused especially in periods when Almeida was committed against invading armies, particularly in the Restoration War, Fantastic War and Peninsular War. It’s also focused on the Liberals Fights and the Revolt of Torres Novas in 1844, which culminated in a month and a half siege of Almeida. Starting from the main military reorganizations we saw how these were reflected in the Square and how their trim’s missions have adapted to the Territorial Defense of the Country. In this study we concluded why the Plaza de Almeida has lost its military value and how it happened.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/6800
Aparece nas colecções:AM - CM - ECCA - Trabalho de Investigação Aplicada (TIA) - Mestrado Integrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Asp Cav Assunção_TIA.pdf7,31 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.