Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/6789
Título: O Impacto da Capelania Militar no Moral das Forças
Autor: Jesus, Daniel
Palavras-chave: Serviço de Assistência Religiosa
Forças Armadas
Moral
Data: 1-Jul-2014
Editora: Academia Militar. Direção de Ensino
Resumo: A Capelania militar é o exercício do Serviço da Assistência Religiosa nas Forças Armadas e nas Forças de Segurança, e tem evoluído ao longo dos tempos. O serviço tem como princípios gerais garantir aos membros das Forças Armadas e das Forças de Segurança a assistência religiosa independentemente da sua crença, possibilitar às igrejas ou comunidades religiosas a assistência religiosa, bem como a prática do respetivo culto, desde que respeite os princípios consagrados na Lei de Liberdade Religiosa e na Concordata celebrada entre o Estado Português e a Santa Sé, desde que as igrejas/Comunidades Religiosas estejam em situação legal e sob proposta de celebração de acordo com o Estado apresentada ao membro do Governo competente. O presente estudo visa analisar através de uma análise Qualitativa e Quantitativa, a influência do Serviço de Assistência Religiosa das Forças Armadas e das Forças de Segurança no Moral das Forças do Exército, numa perspetiva atual e em território nacional. Este tem como delimitação as Unidades dos Elementos da Componente Operacional do Sistema de Forças da cidade de Lisboa e da Região de Santa Margarida da Coutada, Constância. Na parte Quantitativa foram inquiridos 31 militares do Regimento de Lanceiros Nº2 sediado em Lisboa e 30 Militares do Quartel da Cavalaria sediado em Santa Margarida da Coutada. Na Parte Qualitativa foram entrevistados 9 militares, 5 Capelães de todos os Ramos das Forças Armadas e das Forças de Segurança e 4 Comandantes (2 comandantes da amostra e dois ex-comandantes da antiga Força Operacional Permanente do Exército que se denomina hoje como Elementos da Componente Operacional do Sistema de Forças). O estudo conclui que o impacto do Serviço de Assistência Religiosa é reduzido, devido ao facto de haver um número reduzido de capelães, estes não conseguem conduzir o seu Ministério de forma sistemática, permanente e dinâmica e por isso a sua ação fica mais associada às atividades do âmbito religioso. Revela também que não existe diferença significativa entre: “Haver um Serviço de Assistência Religiosa que não é permanente e não haver um Serviço de Assistência Religiosa”.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/6789
Aparece nas colecções:AM - CS - CSC - Trabalho de Investigação Aplicada (TIA) - Mestrado Integrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Asp Cav Jesus_TIA.pdf3 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.