Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/6749
Título: Análise da relação entre a percepção de justiça e os comportamentos de cidadania organizacional
Autor: Cruz, Rita Alexandra Machado
Orientador: Correia, Anabela Gomes
Palavras-chave: Justiça Organizacional
Comportamentos de Cidadania Organizacional
Força de segurança
Organizational justice
Organizational citizenship behaviors
Security force
Data de Defesa: 2012
Resumo: O objectivo primordial deste estudo foi analisar a relação entre a percepção de justiça organizacional e os Comportamentos de Cidadania Organizacional (CCO) nos profissionais da Polícia Marítima. Pretende-se, em concreto, conhecer a percepção de justiça destes profissionais, verificar se apresentam CCO, verificar se a percepção de justiça influencia a adopção de CCO e analisar se os factores individuais e profissionais influenciam a percepção de justiça e os CCO. A justiça organizacional é um conceito que se foca nas percepções dos membros organizacionais sobre o que é, ou não, justo e foi definido segundo as dimensões preconizadas por Rego (2001): justiça distributiva das tarefas, distributiva das recompensas, procedimental, interpessoal e informacional. Os CCO são comportamentos que não estando directamente relacionados com o desempenho de funções técnicas contribuem para o funcionamento global da organização e são definidos segundos as dimensões encontradas por Rego (1999) na cultura portuguesa: harmonia interpessoal, espírito de iniciativa, conscienciosidade e identificação com a organização. Os resultados obtidos neste estudo indicam que os profissionais da Polícia Marítima apresentam níveis diferenciados nas dimensões de justiça, sendo que as percepções mais baixas se verificam nas dimensões justiça procedimental e justiça distributiva das recompensas. Relativamente aos CCO estes profissionais têm níveis médios nas dimensões harmonia interpessoal, espírito de iniciativa, conscienciosidade e identificação com a organização. No que respeita à relação entre a justiça organizacional e os CCO foi possível verificar que a justiça distributiva das tarefas permite predizer a consciensiosidade e a justiça informacional a harmonia interpessoal. Os resultados sugerem ainda que os indivíduos mais novos (idades entre os 26 e os 35 anos e os 36 e 45 anos) e os que pertencem à organização há menos tempo (menos de 5 anos e 6 a 15 anos de antiguidade) são os que evidenciam menores níveis de percepção de justiça distributiva das tarefas, justiça interpessoal e justiça informacional. Também os indivíduos do sexo feminino e os que foram colocados no comando por imposição são os que evidenciam menores níveis de percepção de justiça informacional. Relativamente aos CCO verificou-se que os indivíduos mais novos (26-35 anos) apresentam menores níveis de identificação com a organização.
Abstract: The main aim of this research was to analyze the relationship between perceived justice and Organizational Citizenship Behavior (OCB) in the Maritime Police professionals. Specifically, we want to know the perception of these professionals on organizational justice, analyze their levels of OCB, assess whether the perception of justice is connected with the adoption of OCB and verify if the individual and professional factors are influencing perceptions of organizational justice and OCB. Organizational justice focuses on the perceptions of organizational members about what is, or not, fair and has been defined accordingly the dimensions advocated by Rego (2001): distributive tasks, distributive rewards, procedural, interpersonal and informational justice. The OCB are behaviors that are not related with the technical functions but contribute to the general organizational performance and are defined accordingly the dimensions found by Rego (1999) in the portuguese cultural context: interpersonal harmony, personal initiative, conscientiousness and identification with the organization. The results reveal that the Maritime Police professionals have different perceptions of justice in a way that the lower levels were found in the procedural and distributive rewards dimensions of justice. Regarding the OCB, these professionals have medium levels of interpersonal harmony, personal initiative, conscientiousness and identification with the organization. As to the association between organizational justice and OCB, we found that distributive tasks justice predicts conscientiousness and informational justice predicts interpersonal harmony. These findings also suggests that the younger individuals (ages between 26 and 35 and 36 and 45 years old) and those with less antiquity (less than 5 years and 6 to 15 years) have lower levels of distributive tasks, interpersonal and informational justice dimensions. The women and those who were placed by imposition also show lower level of informational justice. As to the OCB, the results show that the younger individuals (26-35 years old) have lower levels of identification with the organization.
Descrição: Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Gestão Estratégica de Recursos Humanos
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/6749
Designação: Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Gestão Estratégica de Recursos Humanos
Aparece nas colecções:IPS - ESCE - CDOC - Dissertações de mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Rita Cruz.pdf699,06 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.