Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10400.26/2419
Title: Turismo náutico: agentes dinamizadores do estuário do Tejo. Contributos para uma estratégia de desenvolvimento turístico
Author: Freitas, Joana Teresa Cruz Mimoso de
Keywords: Turismo náutico
Estuário do Tejo
Produtos turísticos
desenvolvimento sustentável
Identidade ribeirinha
Nautical tourism
Tagus estuary
Tourism products
Sustainable development
Riverside identity
Defense Date: Dec-2010
Publisher: Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril
Abstract: Esta dissertação pretende apresentar o potencial de desenvolvimento do turismo náutico no destino estuário do Tejo, dando a conhecer os agentes dinamizadores deste: os concelhos ribeirinhos envolventes, as entidades públicas e privadas que gerem parte dele ou que lá operam, bem como outros agentes imateriais que o dinamizam enquanto destino. É unânime a opinião, de entre os conhecedores deste território, que o estuário do Tejo possui uma riqueza e história ímpares e que o seu potencial de desenvolvimento é forte, quando entendido numa perspectiva de recreio, sustentabilidade e qualidade, podendo gerar maiores fluxos turísticos e melhorar a economia local e até nacional. Actualmente o estuário do Tejo está essencialmente aproveitado na vertente portuária (seja através da carga contentorizada ou dos cruzeiros), na vertente de tráfego fluvial de pessoas entre margens e permite também alguma formação desportiva, nomeadamente na vela e remo, através da actividade dos clubes e associações ali existentes. Contudo, o seu potencial é ainda maior e é facilmente conciliado com práticas turísticas regulares, hoje pontuais e restritas a meia dúzia de operadores. Através de inquérito dirigido ao público em geral e aos operadores, percebeu-se que muitas pessoas praticamente desconhecem a riqueza do estuário e a sua (escassa) oferta turística e que alguns operadores sentem dificuldades em termos logísticos e infra-estruturais para actuar devidamente; concluindo-se que, para que todos os potenciais visitantes (turistas e excursionistas) e a população em geral se sintam atraídos por este destino e o valorizem, é preciso primeiro que o conheçam. Assim, e em complemento à actividade náutica, que ainda requer alguns investimentos em mais e melhor adequadas infra-estruturas e equipamentos, propõem-se acções estratégicas que passam pela criação de uma entidade que faça uma gestão integrada do Estuário, ajudando a organizar recursos turísticos, promovendo ambas as margens (norte e sul) com valor acrescentado e identidade, oferecendo turismo de natureza, gastronomia e vinhos, city breaks, touring cultural e paisagístico e sol e mar, facilitando o seu usufruto por parte do seu público-alvo através da criação de uma plataforma em rede, pois estas sugestões podem ajudar a complementar a oferta turística actual e a construir uma imagem do Estuário que seja reconhecida local, nacional e internacionalmente.
Description: Dissertação de Mestrado em Turismo, especialização em Gestão Estratégia de Destinos Turísticos.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/2419
Appears in Collections:ESHTE - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2010.04.018_.pdf26,43 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.