Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/2409
Título: Pedestrianismo, percursos pedestres e turismo de passeio pedestre em Portugal
Autor: Tovar, Zília Maria de Serpa Barata de
Palavras-chave: Pedestrianismo
Percursos pedestres
Turismo de passeio pedestre
Aldeias do Xisto
Walking organized activities
Walking paths
Walking Tourism
Data de Defesa: Mar-2010
Editora: Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril
Resumo: A prática de andar a pé em trilhos sinalizados, ou pedestrianismo, é uma actividade que tem vindo a ganhar um número crescente de praticantes. O pedestrianismo é uma actividade que procura os caminhos tradicionais e de montanha, no meio rural e nas cidades, no interior e no litoral. Para facilitar a sua prática são criados percursos pedestres sinalizados que têm por finalidade conduzir os praticantes que os percorrem. As principais motivações associadas ao pedestrianismo são o contacto com a natureza, o bem-estar físico e a descoberta, motivações que se encontram descritas para os mercados de Turismo de Saúde e Bem-Estar e, sobretudo, de Turismo de Natureza, mercados com fortes perspectivas de crescimento e identificados, no âmbito do Plano Estratégico Nacional de Turismo, como de desenvolvimento prioritário. O presente trabalho explora o tema do pedestrianismo, percursos pedestres e Turismo de Passeio Pedestre em Portugal, avaliando a sua dimensão e expressão territorial, através da análise das actividades de pedestrianismo promovidas, dos recursos existentes e sua divulgação e dos programas de Turismo de Passeio Pedestre disponíveis no mercado. A análise da expressão territorial do pedestrianismo é feita com base na oferta de actividades promovidas por diversas entidades nos três últimos anos (2007 a 2009). Os percursos pedestres considerados são os percursos homologados pela Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal. São apresentados dados quantitativos, bem como a distribuição territorial das actividades, dos percursos pedestres e a relação existente entre actividades e percursos e entre actividades, percursos e território. Após a identificação dos operadores de Turismo de Passeio Pedestre em Portugal, caracterizando-os de acordo com a sua origem e os destinos turísticos em que trabalham, apresenta-se uma análise da oferta de programas de Turismo de Passeio Pedestre no nosso país, enfatizando os destinos. São ainda analisados os principais meios de divulgação de percursos pedestres em Portugal, considerando essencialmente edições de distribuição internacional e sites das entidades oficiais de turismo, com responsabilidade ao nível da promoção de destinos e produtos turísticos. No que diz respeito à expressão territorial do pedestrianismo e do Turismo de Passeio Pedestre em Portugal, são identificadas as áreas de maior desenvolvimento actual e potencial do Turismo de Passeio Pedestre. No final do trabalho é apresentado o exemplo do destino Aldeias do Xisto, focando os aspectos mais relevantes que constituem um destino de Turismo de Passeio Pedestre.
Descrição: Dissertação de Mestrado em Turismo, especialização em Gestão Estratégica de Destinos Turísticos.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/2409
Aparece nas colecções:ESHTE - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
2010.04.013_.pdf2,07 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.