Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/18680
Título: Crianças em risco familiar e ambiental : articulação entre equipas locais de intervenção precoce e as comissões de proteção de crianças e jovens em risco na região Alentejo
Autor: Marques, Ana Paula da Fonseca Cardoso
Orientador: Mendes, Elisabete
Palavras-chave: Intervenção precoce
Comissões de proteção
Articulação
Crianças em risco
Early intervention
Protection commissions
Articulation
Children at risk
Data de Defesa: 22-Jun-2017
Resumo: Nesta dissertação abordamos a questão das crianças em risco familiar e ambiental, analisando o tipo de articulação existente entre as Equipas Locais de Intervenção Precoce (ELI) e as Comissões de Proteção de Crianças e Jovens em Risco (CPCJ). A opção por uma metodologia quantitativa por meio de um questionário foi a escolhida por ser a forma mais eficiente, efetiva e económica de conseguir alcançar todas as Comissões de Proteção de Crianças e Jovens em risco da região Alentejo (Beja; Évora e Portalegre). O estudo exploratório realizado procura responder a algumas questões como: a idade das vítimas em que surge um maior número de sinalizações; a tipologia de negligência/abuso onde se regista a ocorrência de mais casos; as medidas mais adotadas pelas CPCJ’s nos seus acordos de promoção e proteção; as principais características dos agressores na primeira infância; a dependência económica das famílias face ao Estado; os consumos exagerados de substâncias consideradas prejudiciais à saúde; a articulação entre CJCJ’s e ELI’s por forma a dar uma resposta integrada às diversas situações sinalizadas; a importância para as CPCJ’s da referenciação de grávidas de risco às ELI’s; a implementação de ações de prevenção coordenada entre CPCJ’s e ELI’s. Através deste estudo foi possível inferir que existe uma preferência por manter as crianças no seu contexto familiar de vida (microssistema); é de assinalar que 29% das CPCJ’s não identificaram como relevante para a resolução das situações a intervenção das ELI’s; as CPCJ’s abrangidas por este estudo consideraram por unanimidade a importância da referenciação de grávidas de risco às ELI’s; a maioria das CPCJ’s afirma não realizar com regularidade ações de prevenção em parceria com as ELI’s.
In this dissertation we address the issue of children at family and environmental risk, analyzing the type of articulation between the Local Early Intervention Teams (ELI) and the Commissions on the Protection of Children and Young People at Risk (CPCJ). The choice of a quantitative methodology through a questionnaire was chosen as the most efficient, effective and economical way to reach all the Commissions for the Protection of Children and Young People at Risk in the Alentejo region (Beja, Évora and Portalegre). The exploratory study carried out tries to answer some questions such as: the age of the victims in which a greater number of signs appears; the type of negligence / abuse where more cases occur; the measures most adopted by the CPCJs in their promotion and protection agreements; the main characteristics of aggressors in early childhood; the economic dependence of families on the State; exaggerated consumption of substances considered to be harmful to health; the articulation between CJCJ's and ELI's in order to give an integrated response to the various signaled situations; the importance for CPCJ’s of referral of pregnant women to ELI's; the implementation of coordinated prevention actions between CPCJ's and ELI's. Through this study it was possible to infer that there is a preference to keep the children in their family context (microsystem); It should be noted that 29% of the CPCJ’s did not identify as relevant to the resolution of the situations the intervention of the ELI's; The CPCJ's covered by this study unanimously considered the importance of referral of pregnant women to the ELI’s; The majority of the CPCJ's affirm that they do not regularly carry out prevention actions in partnership with the ELI's.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/18680
Designação: Mestrado em Educação Especial. Ramo Intervenção Precoce na Infância
Aparece nas colecções:IPP - ESECS - Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO REVISTA_2017_corrigida.FINALFEVEREIRO.pdf2,26 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.