Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/1154
Título: As fronteiras da Europa
Autor: Moreira, Adriano
Palavras-chave: Identidade europeia
Construção europeia
Conceito estratégico
Fronteira
Alargamento
Pós-guerra fria
NATO (EUA, 1949)
UE (a partir de 1993)
História
EUA
Data: 2005
Editora: Instituto da Defesa Nacional
Relatório da Série N.º: 3ª Série;Nº 112 (Outono-Inverno 2005)
Resumo: A relação entre a identidade europeia e as fronteiras da Europa foi dominante no pensamento dos Projectistas da Paz. Na Declaração de Laeken, de 15 de Dezembro de 2001, apareceram associadas identidade e projecto. Todavia, o fim da guerra fria em 1989 marcou uma deriva que vai distanciando as fronteiras do projecto político da fronteira de identidade. A adaptação de conceitos da NATO parece a linha dominante. Libertar a Europa do Atlântico aos Urais, associar a segurança do espaço ao desenvolvimento, utilizar o conceito de aliança para além das identidades culturais ou políticas, foram estratégias da NATO. Integrar a Europa do Atlântico aos Urais, organizar um pilar específico de defesa, integrar a Turquia com razões da teoria das alianças, são réplicas europeias. O valor de síntese, ensaiado no projecto de Constituição Europeia, é o patriotismo constitucional. Não se conhecem estudos de governabilidade.
Peer review: yes
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/1154
ISSN: 0870-757X
Versão do Editor: http://www.idn.gov.pt/publicacoes/consulta/NeD/NeD112/NeD112.pdf
Aparece nas colecções:IDN - Revista Nação e Defesa

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
NeD112_AdrianoMoreira.pdf148,34 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.