Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/10091
Título: Força Aérea de Moçambique
Outros títulos: Passado, presente e reflexão prospetiva do futuro
Autor: Mabote, Filipe
Palavras-chave: Moçambique
Força Aérea de Moçambique
Dispositivo, Equipamentos e Formação
Mozambique
Mozambique Air Force
Territorial display, Equipment and Training
Data: 2014
Editora: IESM
Resumo: A Força Aérea de Moçambique (FAM) tem vinte anos de existência fruto da unifi-cação das forças governamentais da FRELIMO e da resistência nacional moçambicana RENAMO. Ao longo destas duas décadas de vida, pouco, ou quase nada, tem sido feito para levantamento das suas capacidades aéreas, principalmente no que tange aos aspetos relativos a dispositivo, equipamentos e formação. Esta situação é caracterizada pelo desinvestimento resultante das prioridades que o governo atribuiu a outros setores sociais tais como a educação, saúde, agricultura e meio ambiente, aliado aos escassos recursos materiais e financeiros de que o país dispõe. Com vista a dar a minha contribuição e recomendação para o desenvolvimento da FAM, neste Trabalho de Investigação Individual vou falar do tema “Força Aérea de Moçambique. pas-sado, presente e reflexão prospetiva do futuro”. O país opta por uma política pacífica dissuasora, resolve os seus problemas políti-cos internos de forma satisfatória, não se mete em problemas alheios dos vizinhos e não pretende transformar-se numa potência militar regional. Contudo, não põe de lado a neces-sidade e a indispensável criação e desenvolvimento de uma FAM capaz de garantir a defe-sa, o controlo e vigilância do espaço aéreo nacional, que possa garantir o transporte de mi-litares e material dentro do país e, quando necessário, fora do território nacional, em apoio às operações de manutenção da paz, no âmbito da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, da União Africana e da Organização das Nações Unidas. Devemos ter uma FAM com capacidade para realizar ações de busca e salvamento, uma vez que o nosso país é ciclicamente assolado pelas inundações devido aos cursos dos rios que nascem no interior dos países vizinhos e que vão desaguar no Oceano Indico, per-correndo o nosso território, aliado às fracas infraestruturas (barragens), que o país possui. Moçambique precisa de uma Força Aérea com capacidade para efetuar operações de eva-cuação sanitária, fazer transporte em apoio das populações em caso de catástrofe, calami-dade ou acidente e apoiar a atividade de fiscalização marítima. Para se alcançarem estes objetivos a FAM deve adotar um dispositivo adequado, ser dotada de equipamentos que lhe permitam cumprir a sua missão e aperfeiçoar o modelo de formação de modo a garantir a contínua formação dos seus recursos humanos. Abstract: The last twenty years of existence of the Air Force of Mozambique (FAM) are the result of the unification of the government forces of FRELIMO and the Mozambican Na-tional Resistance, RENAMO. Throughout these two decades of existence little or nothing has been done to survey its air capabilities, especially in regard to matters affecting the territorial display, equipment and trainings. This situation is characterized by disinvestment resulting from the allocation that the government has been giving to other priorities in social sectors such as education, health, agriculture and environment, coupled with scarce material and financial re-sources. In order to give my contribution and recommendation to the development of FAM, this Individual Research Work will address to the subject "Air Force Mozambique. Past, Present and Prospective Reflection of the Future." Given that Mozambique acts by legitimate and appropriate means for its defense and for the defense of national interests of the exclusive economic zone, adjacent seabed and the airspace under national responsibility within or outside its territory as the situa-tion requires, the country opts for a dissuasive peaceful policy, solves its internal political problems satisfactorily, does not involve itself in conjunctions created by problems of his neighbor countries and does not intend to become a regional military power. However, one cannot be put aside the need of creating and developing a FAM able to secure protection, control and monitoring the national airspace, which can ensure transportation of troops and equipment within the country and , when necessary outside Nationwide , in support of peacekeeping operations under the Community Development Southern Africa , the African Union and the United Nations. Mozambique should have a suitable Air Force to conduct search and rescue ac-tions, considering the country is cyclically damaged by floods due to the courses of the rivers originating within the neighboring countries which empty into the Indian Ocean crossing the territory, destroying the already weak infrastructure (dams) in exist-ence. There is also the need of a Mozambican Air Force with capacity to provide medical evacuation operations, perform transportation in support of populations in the event of disaster, calamity or accident and support the activity of maritime surveillance. To achieve these objectives the Mozambique Air Force should adopt a suitable ter-ritorial display and be provided with capabilities in equipment and continuous training of its human resources.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/10091
Aparece nas colecções:IUM - CRC - CPOS - MAR - Trabalhos de Investigação Individual

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TII _Moçambique_14MAI14_draft final.pdf1,22 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.