Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/10079
Título: O perfil do oficial do Serviço de Estado-Maior na Grande Guerra
Autor: Ribeiro, Fernando
Palavras-chave: Estado-Maior
Grande Guerra
Perfil sociográfico
Exército
Data: 2014
Editora: IESM
Resumo: O Serviço de Estado-Maior foi instituído em 1899, sendo herdeiro do Corpo de Estado-Maior instituído em 1834. A Lei 26 de Maio de 1911, que visou a reforma do Exército após a implementação da República em 1910, manteve a mesma designação. O objetivo do nosso trabalho é a caraterização do perfil do Oficial deste Serviço na Grande Guerra. Os oficiais que constituíam o Serviço de Estado-Maior recebiam formação específica para o desempenho das respetivas funções. Até 1890 a formação desses oficiais ocorria no mesmo molde das restantes Armas do Exército, sendo um curso de base da Escola do Exército. A partir de 1891 passou a ser um curso complementar, mantendo-se como um Corpo distinto, mas abrindo a entrada a todas as Armas do Exército. Tendo crescido numa época conturbada, tanto política como economicamente, estes oficiais eram de origens citadinas, oriundos de famílias com a possibilidade de lhes permitir estudos, que assentavam praça no Exército, chegada a idade, com o intuito de se formarem como oficiais. Ao ingressar na Escola do Exército recebiam uma formação académica muito acima da média da época, incluindo os seus pares, o que lhe permitia possuir uma capacidade para desempenhar diversos tipos de funções, tanto militares como civis. A nível militar, não estamos perante um grupo que apenas planeava e geria, para além das missões inerentes ao Estado-Maior, comandava Companhias, Batalhões e Grupos, desempenhando missões de âmbito operacional. O Serviço de Estado-Maior, durante a Grande Guerra, enquadrava-se com o perfil expectável para a época uma vez que possuía a direção “política” do Exército, sendo responsáveis, entre outras competências, pelos exercícios e instrução, movimentando assim toda a instituição. Neste trabalho vimos que o Serviço de Estado-Maior, desde a sua génese como Corpo de Estado-Maior, sempre desempenhou um importante papel no seio do Exército, incluindo nas alturas mais conturbadas como foi o período da Grande Guerra. Abstract: The General Staff Service was a body established in 1899, being heir of the General Staff Corps established in 1834. The 1911 law which aimed to reform the Army after the Republic implementation of 1910, kept its name . Our work’s aim is to characterize the profile of the General Staff Service officer during the Great War period. The officers who constituted the General Staff Service received specific training in order to be able to perform their functions. Until 1890, these officers were formed as the remaining Army bodies, being one of the officers course of the Military School. In 1891 this course became complementary for the officers of the other bodies, although the General Staff Service remained as a distinct body Having grown up in a troubled time, both politically and economically , these officers had city backgrounds, belonged to families able to put them through school, when coming of age they would enlist in the Army in order to became officers. When in the Military School, they would receive an academic training well above the time´s average, including most of them peers, this allowed them to have the ability to perform various types of functions, both military and civilian. Militarily, this group would not only be planning and administrating, in addition to the General Staff Service´s inherent tasks, they would also command Companies, Battalions and Groups thus performing operational missions. During the Great War, the Staff Service fitted the expected profile of the time, since it had the "political" direction of the army, being responsible, among other things, for the exercises and overall instruction, thus moving the entire institution. In this work we found that the General Staff Service, since its inception as the General Staff Body, has always played an important role within the Army, including in the most troubled times as it was the Great War period.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/10079
Aparece nas colecções:IUM - CRC - CEMC - Trabalhos de Investigação Individual

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TII_Maj_RibeiroRevistoJun14.pdf865,01 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.