Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.26/10031
Título: Terrorismo
Outros títulos: A Interrupção de Sistemas
Autor: Varino, Alexandre
Palavras-chave: Ciberespaço
Ciberterrorismo
Infraestrutura crítica
Internet
Interrupção de sistemas
Sistemas
Sistemas de informação
Terrorismo
Data: 2012
Editora: IESM
Resumo: O terrorismo é bastante antigo e tem acompanhando a evolução da humanidade, adaptando-se e, incorporando os fatores relevantes dessa evolução. Existem muitos conceitos de terrorismo, sendo no entanto possível identificar algumas caraterísticas comuns como a imprevisibilidade, a enorme e indiscriminada violência utilizada, os objetivos políticos, religiosos ou ideológicos e em que o alvo preferencial é a população. A evolução dos sistemas de informação e de comando e controlo leva a que estes tenham nas sociedades modernas um papel central, ocupando a internet um lugar de destaque. Atualmente, todos os principais sistemas de um país são geridos, ou dependem de alguma forma, de sistemas informáticos, surgindo assim o ciberterrorismo como uma ameaça bem real que coloca em causa o seu normal funcionamento. O presente trabalho, procura analisar qual o impacto que a interrupção dos sistemas de informação e de comando e controlo, provocada por ataques ciberterroristas, tem na vida das pessoas e nos Estados, identificando o que está a ser feito em alguns países de referência na prevenção e combate desta ameaça, e verificando qual a realidade nacional nesta área. Desta forma, seguimos o percurso metodológico proposto por Quivy & Campenhoudt (2008), apoiados numa pesquisa bibliográfica e documental sobre o tema proposto, recorrendo essencialmente a documentos oficiais, a trabalhos e estudos publicados e ainda a artigos de revistas desta área do conhecimento, que complementámos com a realização de entrevistas e assistência de palestras, conferências e seminários. Assim, este estudo vem demonstrar que a capacidade disruptiva dos ciberataques pode provocar não só elevados prejuízos e perdas económicas, como colocar em causa a segurança e o bem-estar nacional e internacional. O ciberterrorismo representa uma alteração estratégica na atuação dos grupos terroristas, tendendo a ganhar preponderância, o que eleva o ciberespaço a um novo campo de batalha. Os países, tendo consciência desta nova realidade e das suas capacidades, devem implementar medidas de proteção e desenvolver estruturas de prevenção e combate a esta ameaça. Portugal tem algumas organizações que desenvolvem ações de proteção e combate aos ciberataques, mas não dispõe de uma entidade primariamente responsável pela coordenação de uma resposta concertada no domínio da cibersegurança. Para que o país possa vir a ter um sistema de segurança realmente eficaz, existem vários aspetos que necessitam de ser melhorados, entre os quais a criação de uma Estratégia Nacional e de um Centro Nacional de Cibersegurança. Abstract: Terrorism is quite old and has accompanied human evolution, adapting itself and incorporating the relevant factors of this evolution. There are many concepts of terrorism, however, it is possible to identify common features such as the unpredictability, the massive and indiscriminate violence used, the political, religious or ideological objectives and also wherein the target is the population. The evolution of information and command and control systems takes a central role in modern societies where the Internet occupies a prominent place. Currently, all major systems of countries are managed or depend, in certain ways, of the computer systems, emerging the cyber terrorism as a very real threat that puts into question its normal functioning. The present study seeks to analyze the impact that the disruption of information and command and control systems, caused by cyber-terrorists attacks, has in people's lives and also in the States, identifying what is being done in some reference countries in the prevention and combat of this threat, and checking what is the national situation in this area. This way, we follow the methodological approach proposed by Quivy & Campenhoudt (2008), supported by literature and document search on the proposed topic, using essentially the official documents, papers and published studies and also magazine articles of this area of knowledge, complemented by interviews, conferences and seminars. Therefore, this study demonstrates that the ability of disruptive cyber-attacks can cause not only high damage and economic losses, but it can also question the safety of national and international well-being. Cyber terrorism represents a strategic change in the activity of terrorist groups, tending to gain dominance, bringing cyberspace to a new battlefield. Countries being aware of this new reality and its capabilities, should implement measures to develop and protect preventive structures to combat this threat. Portugal has some organizations that develop combat and protection against cyber-attacks, but does not have an entity primarily responsible for coordinating a concerted cyber security response. In order to ensure a truly effective security system, there are several aspects that need to be improved, including the creation of a National Strategy and a National Cyber Security Center.
URI: http://hdl.handle.net/10400.26/10031
Aparece nas colecções:IUM - CRC - CEMC - Trabalhos de Investigação Individual

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MAJ Duarte Varino.pdf1,03 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.